Elon Musk
Foto via Wikimedia Commons
 

Não faz muito tempo que Elon Musk se tornou o homem mais rico do mundo.

Faz menos tempo ainda que um dos foguetes de sua empresa, a SpaceX, explodiu durante uma aterrissagem após um vôo bem-sucedido — claro que se tratava de um vôo teste mas, considerando que a ideia é levar civis para o espaço ainda em 2021, talvez seja importante acender o sinal de alerta.

Mas é claro que Musk não está afim de parar. Como se não bastasse tudo isso, ele falou recentemente sobre o Neuralink, tecnologia que consiste em um implante de chip que vai permitir às pessoas, entre outras coisas, ouvir música diretamente por ondas que chegam ao cérebro.

A proposta vai muito além, naturalmente. O implante promete ajudar pessoas com doenças como o mal de Alzheimer, oferecendo uma possibilidade de cura e/ou tratamento constante e eficiente. Você pode saber mais por aqui.

Elon Musk e Neuralink

A novidade é que, neste último dia 31 de Janeiro, Elon falou em um aplicativo privado chamado Clubhouse que o Neuralink foi colocado com sucesso no cérebro de um macaco que chegou a conseguir jogar video games usando apenas sua mente (!).

Considerando que esse macaco não se transforme em um ser todo poderoso e que todos os testes com o produto continuem dando certo, Musk contou no Twitter que a ideia é testá-lo em humanos ainda em 2021 e já tem gente se voluntariando.

Enquanto isso, outros dão risada ao lembrar que muita gente está preocupada com supostos “microchips” de controle mental nas vacinas contra COVID-19 e, ao mesmo tempo, parecem empolgados com o Neuralink — literalmente um microchip implantado no cérebro.

O que poderia dar errado, não é mesmo?

 
 
Compartilhar