Flea e John Frusciante
 

Flea é mundialmente reconhecido como um dos melhores e mais influentes baixistas do mundo, mas até ele teve que eventualmente se render ao talento de John Frusciante como compositor.

Relembrando o processo de composição de Stadium Arcadium em uma conversa/entrevista com Anthony Kiedis, o baixista do Red Hot Chili Peppers falou sobre como foi John quem escreveu a “desafiadora” linha que ele tocava em “C’mon Girl”:

O John foi quem trouxe essas partes, todas as partes de ‘C’mon Girl’. É difícil pra caramba de tocar no baixo, essa música. É o maior desafio, mas eu estou aqui pra isso. É difícil e rápida [imita a linha com a boca], parece que é com uma palheta mas é só muito difícil.

No mesmo vídeo, ainda podemos ver John e o baterista Chad Smith discutindo as ideias por trás da faixa. Frusciante explica que o objetivo era trazer alguns elementos do Heavy Metal:

Sabe, era meio que só uma parte do meu conceito para esse álbum, assim como foi ‘Dani California’. Eu só queria ter… eu não queria necessariamente ter canções que fossem só canções de Heavy Metal o tempo todo, mas eu queria uma certa quantia de canções que tivessem refrães mas também fossem Heavy Metal, [tivessem] riffs de Heavy Metal.

Ele ainda finaliza contando um pouco de como fez o solo para a música usando um “reverb filtrado invertido” em sua guitarra, mas não entra em detalhes para não se perder em meio a termos técnicos.

Você pode ver tudo isso pelo vídeo abaixo e aproveite para relembrar “C’mon Girl” logo depois!

Flea falando sobre John Frusciante e “C’mon Girl”