Capitão Tom Moore faleceu com COVID-19
Reprodução / Twitter
 

Aos 100 anos de idade, o capitão britânico Tom Moore, veterano da Segunda Guerra Mundial, faleceu nesta terça-feira (2) após ter sido internado com pneumonia e testado positivo para a COVID-19.

Ele ficou conhecido no início da pandemia do coronavírus quando promoveu uma campanha e conseguiu arrecadar milhões de libras para ajudar o NHS, o sistema público de saúde do Reino Unido.

Sir Tom Moore foi internado no último domingo (31) com dificuldades para respirar. A informação do seu falecimento foi confirmada pela família através das redes sociais do britânico:

É com grande tristeza que nós anunciamos a morte do nosso querido pai, capitão Sir Tom Moore.

Tom Moore, Coronavírus e Rainha Elizabeth II

O capitão sensibilizou o Reino Unido em Abril do ano passado, enquanto estava isolado em sua casa em Londres e publicou um vídeo afirmando que iria dar 100 voltas em seu próprio quintal de 25 metros com a ajuda de seu andador em troca da doação de dinheiro para o NHS.

O objetivo era completar 10 voltas por dia e a cada nova meta cumprida, as doações iam aumentando junto com a sua popularização.

Inicialmente, Moore tinha o intuito de arrecadar 1.000 libras e acabou superando a marca de 30 milhões – ou mais de 220 milhões de reais.

A partir de sua ação e uma recomendação do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, Sir Tom Moore foi condecorado cavalheiro pela rainha Elizabeth II.

Em um comunicado, o Palácio de Buckingham lamentou a morte de Moore e informou que a rainha britânica também irá enviar uma mensagem privada de condolências à família dele.

Seus pensamentos – e os da família real – estão com eles, reconhecendo a inspiração que ele forneceu para toda a nação e outras pessoas em todo o mundo.

O ministro da Saúde do país, Matt Hancock, também se pronunciou sobre o falecimento do capitão apontando que ele foi “um grande herói britânico” e que conseguiu mostrar “o melhor do Reino Unido”.

Continua após o tweet

Reconhecimentos

Ao longo dos seus 100 anos de idade, Tom Moore foi homenageado diversas vezes. Além de receber o título de cavalheiro, o capitão já teve seu nome dado a um trem de alta velocidade, foi celebrado pela Royal Air Force, a aeronáutica britânica, e também foi nomeado membro honorário da equipe de críquete inglesa.

Moore lançou uma autobiografia e ajudou a fundar uma instituição de caridade. Ele também participou da gravação de uma nova versão para a canção “You’ll Never Walk Alone”, que se tornou a mais tocada no país, confira no vídeo abaixo.

 
Compartilhar