Rita Ora em 2019
Foto de Rita Ora via Shutterstock
 

Rita Ora está em maus lençóis por conta de seu aniversário de 30 anos, em Novembro de 2020.

A cantora está sendo processada por ter quebrado as regras da quarentena na Inglaterra ao reunir amigos para celebrar a ocasião. À época, Ora pagou R$ 37 mil ao restaurante Casa Cruz, no bairro de Notting Hill, para poder realizar seu evento ilegal.

Agora, um ex-funcionário do local contou à polícia que a segurança foi instruída a inclusive desligar as câmeras do lugar. Quando os oficiais foram ao local, por volta das 23h30, encontraram também janelas tampadas com um forro preto.

Em novembro, valia na Inglaterra uma regra que proíbe a reunião de pessoas que não moram juntas em um lugar fechado.

Falando à polícia, o dono do Casa Cruz, Scottie Bhattaraj, diz ter se arrependido de sua “ganância” por aceitar o dinheiro para quebrar as regras impostas pelo governo. Agora, o restaurante corre o risco de perder sua licença para funcionar.

Rita Ora se desculpa

Ainda em novembro, Ora usou as redes sociais para se desculpar:

Olá, todo mundo. Participei de uma pequena reunião com alguns amigos para comemorar meu 30º aniversário. Foi uma decisão repentina tomada com a visão equivocada de que sairíamos do bloqueio, e de que isso seria normal.

Lamento profundamente por quebrar as regras e, por sua vez, entendo que isso coloca as pessoas em risco. Este foi um erro de julgamento sério e imperdoável. Dadas as restrições, percebo como essas ações foram irresponsáveis ​​e assumo total responsabilidade.

Eita.

 
Compartilhar