T.I. rapper ridículo
Reprodução/YouTube
 

Parece que algumas pessoas não estão nem um pouco satisfeitas com o rapper T.I. sendo enaltecido como um “modelo positivo” para a comunidade de Atlanta, na Geórgia, sua cidade natal.

Esse é o caso da empresária Sabrina Peterson, que com o relato de mais de 20 mulheres, está acusando o artista e a sua esposa Tiny de abusar de mulheres, dando drogas para elas e se relacionando sexualmente mediante promessas de pagamento.

Nesta semana, Peterson alegou em sua conta do Instagram que há alguns anos T.I apontou uma arma para sua cabeça em frente aos seus filhos e ela não prestou queixa na polícia. Porém, agora ela decidiu expor a situação com o intuito de proteger as mulheres negras e chamar a atenção da prefeita de Atlanta, Keisha Lance Bottoms (via hnhh).

Além disso, a empresária juntou relatos de abuso compartilhados por diferentes mulheres e que podem acabar expondo uma preocupante história de violência de T.I. contra mulheres e menores.

Entre o compilado de mensagens publicadas por Sabrina estão fortes depoimentos sobre o que essa mulheres já vivenciaram e uma sugestão feita por ela para usar as informações e entrevistas em um documentário sobre as histórias de abuso.

Até o momento, T.I e Tiny não se manifestaram sobre as acusações.

Os depoimentos

Confira a seguir alguns trechos traduzidos dos depoimentos e as imagens publicadas por Peterson em seus stories do Instagram nesta quarta e quinta-feira, 27 e 28 de Janeiro.

Em uma das mensagens, uma garota indicou que Tiny é ainda mais perigosa do que T.I.:

Eles iam cancelar minha passagem de avião se eu não me drogasse com ecstasy e sempre quem me ligou foi Tiny, ela é a líder, é uma abusadora pior do que T.I. […] Se você me perguntar, ela é a pior dos dois. Espero que eles tenham problemas jurídicos.

Outra menina revela que se relacionou com T.I e sua esposa mas após ser espancada ficou com tanto medo que deixou Atlanta:

Eu tive uma relação com T.I e Tiny. Ela estava muito chapada e ficou com ciúmes e me atacou. Quando eu me defendi, T.I. pulou e ajudou ela a me atacar. Eu fui ameaçada a ponto de ficar com medo. Eu deixei Atlanta e nunca olhei para trás.

Em outro depoimento uma das vítimas agradece Peterson por estar expondo toda a situação e revela que ficou traumatizada com o que viveu:

Eu sabia que isso iria acontecer a qualquer momento e estou honestamente feliz por você estar fazendo isso. Eu testemunhei tanta merda louca, coisas que me marcaram. Eu tenho problemas neurológicos pelo uso pesado de molly (ecstasy) enquanto estava perto deles. O que você fizer salvará a vida de alguém.

Ao final das contas, o quadro parece ser pintado de uma forma que o casal forçaria garotas a se relacionar sexualmente com eles, tudo desde que tivessem consumido drogas antes.

Em alguns trechos, há relatos de que T.I. diria que as garotas eram “gado” e que ele as “comercializaria” para outros amigos e pessoas que pagavam para ter acesso a elas.

Mensagem relatando abuso do rapper T.I.
Reprodução / Instagram
Mensagem relatando abuso do rapper T.I.
Reprodução / Instagram
Mensagem relatando abuso do rapper T.I.
Reprodução / Instagram
Mensagem relatando abuso do rapper T.I.
Reprodução / Instagram
   
 
Compartilhar