2Pac e Snoop Dogg
 

O rapper Snoop Dogg participou recentemente de uma entrevista com Fatman Scoop e compartilhou alguns motivos que o fizeram mudar os assuntos abordados em suas músicas.

O artista americano comentou que no início de sua carreira, quando participava de gangues e fazia “todo tipo de besteira”, sentiu vontade de escrever um rap chamado “DAVE”, “Death After Visualizing Eternity”, que na tradução em português seria algo como “morte após visualizar a eternidade” (via hnhh).

No estúdio, o desejo de Snoop acabou se tornando a famosa faixa “Murder Was The Case (Death After Visualizing Eternity)” do seu álbum de estreia Doggystyle, lançado em 1993.

A história da música, segundo o artista, falava sobre um gangster que levou um tiro e no leito de morte fez um acordo para ter sua vida de volta, mas cruzou com Deus e acabou perdendo no final.

Snoop e a “morte”

Questionado por Fatman Scoop sobre considerar “assustador” ter escrito a faixa citada antes de ser acusado de envolvimento na morte do líder de uma gangue rival da sua em 1993, Snoop respondeu:

Sabe o que é mais maluco, Scoop? É que naquela época, eu, 2Pac, Biggie (Smalls – The Notorious B.I.G), Ice Cube – todos os rappers que faziam rap naquela época, estávamos escrevendo o que vivíamos. Alguns de nós estavam escrevendo sobre a vida e outros estavam escrevendo sobre a morte, mas essa era a nossa realidade.

O rapper exemplificou com canções de 2Pac como “Death Around the Corner” e “If I Die Tonight”, além d o álbum Life After Death (1997), de The Notorious B.I.G, lançado de modo póstumo, um tempo depois dele falecer.

Em Fevereiro de 2020, Snoop publicou um vídeo em seu Instagram lembrando do dia em que foi absolvido da acusação de envolvimento no assassinato. Com poucas palavras ele registrou na legenda: “24 anos atrás”.

Continua após o post

Na entrevista com Scoop, o rapper revelou que após ter vencido o caso de 1993 ele decidiu “redirecionar” o tema de suas canções pois as situações abordadas por ele e seus colegas estavam se tornando “realidade”.

Eu senti como se estivesse escrevendo sobre a morte até aquele ponto. Quando comecei a escrever ‘Tha Doggfather’ (álbum de 2001) , perdi muitos fãs, perdi muitos manos, porque eles queriam que eu mantivesse o estilo gangsta depois de vencer o caso de assassinato. Eles queriam que eu glamorizasse e glorificasse… mas eu estava tipo: ‘a vida de alguém foi perdida. Minha vida mudou. Esta é uma situação real’.

Confira a explicação completa de Snoop Dogg no vídeo abaixo.

 
Compartilhar