Documentarios Mafia dos Tigres
Foto: Netflix
 

O polêmico Joe Exotic, estrela do documentário Máfia dos Tigres (Tiger King), ficou realmente chateado por não estar na lista de pessoas que receberam o perdão presidencial de Donald Trump em seus últimos dias como mandatário dos Estados Unidos.

Atualmente, Exotic está cumprindo uma sentença de 22 anos e só sairá da prisão em 2037 já que não obteve o indulto do ex-presidente. Quando esse dia chegar, ele terá completado 74 anos de idade.

Joseph Allen Maldonado-Passage utilizou sua equipe para deixar um recado em sua conta do Twitter sobre a ausência de seu nome na lista de Trump:

Eu era muito inocente e GAY para merecer um perdão de Trump. Eu só importei para Don Jr. quando ele precisou fazer um comentário sobre mim para impulsionar sua postagem nas redes sociais. Rapaz, fomos todos estúpidos em acreditar que ele realmente defendia a Justiça Igualitária? Seus amigos corruptos vêm em primeiro lugar.

Continua após o tweet

Joe Exotic e Donald Trump

Em Setembro do ano passado, Joe chegou a enviar para Donald Trump uma carta de 250 páginas pedindo o perdão do presidente, mas pelo visto suas palavras não foram suficientes para convencer o líder.

Segundo a NME, o advogado-chefe do caso de Joe e investigador particular Eric Love estava confiante de que seu cliente iria receber o perdão e tinha agendado uma limusine para buscar o astro da Máfia dos Tigres na prisão.

Em suas últimas horas de mandato, Donald Trump concedeu perdão a 73 pessoas e comutou as sentenças de outras 70. Entre elas, estão os rappers Lil Wayne e Kodak Black — saiba mais aqui.