Monica Calazans, a primeira pessoa vacinada no Brasil
   

O momento histórico e tão aguardado por muitos brasileiros aconteceu neste domingo (17 de Janeiro): a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial das vacinas CoronaVac e da Universidade de Oxford contra a COVID-19.

Diferente do presidente Jair Bolsonaro, que até o momento não se manifestou, diversos artistas celebraram a emocionante notícia em suas redes sociais.

É importante destacar que logo após a aprovação das vacinas o governo de São Paulo aplicou a primeira dose da CoronaVac. A felizarda foi a enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, que faz parte do grupo de risco para a doença e há 10 meses atua na linha de frente contra a COVID-19.

Após a aplicação da dose, ela fez discursos emocionados a respeito desse momento simbólico e ainda revelou que as pessoas tiravam sarro dela por fazer parte do grupo de testes da vacina.

Além de representar muito bem o Brasil ao vacinar uma mulher negra, o governo do Estado de São Paulo seguiu com as aplicações e o domingo foi marcado também pela vacinação da primeira indígena. Vanusa Kaimbé tem 50 anos e é técnica de enfermagem, assistente social e presidente do conselho dos indígenas Kaimbé do estado de São Paulo.

Artistas reagem à aprovação da vacina

Entre os artistas e bandas que se pronunciaram sobre o assunto estão nomes como Emicida, Zélia Duncan, o grupo Olodum, Dinho Ouro Preto, Ludmilla e Daniela Mercury.

Você pode conferir as publicações abaixo.