Renato Russo abre o jogo sobre dependência química
Reprodução/YouTube
 

Renato Russo é uma das maiores lendas da música brasileira e infelizmente nos deixou cedo demais, vítima das consequências da AIDS.

Antes disso, no entanto, Renato teve uma batalha dura contra a dependência química e isso ficou claro durante uma passagem pelo programa de Jô Soares em 1994, quando o músico da Legião Urbana desabafou sobre essa luta e avisou até mesmo que tinha receio de estar seguindo os passos de Kurt Cobain:

Eu acredito que não. Eu acho que eu tinha um problema mais, assim, pessoal. Um problema de dependência química, que ainda bem que eu já resolvi. […] Quer dizer, eu tenho um problema de dependência química. Só que agora eu encontrei uma programação que se chama programação dos 12 Passos, então isso significa que cada dia, a cada 24 horas, eu sigo uma programação e eu tenho apoio de pessoas amigas que têm o mesmo problema.

É um grupo de auto-ajuda, né. Todos nós nos conhecemos, é um grupo que existe em todas as cidades do Brasil, mas pela 12ª tradição eu não posso dizer o nome. O que eu posso dizer é que é a primeira letra do alfabeto repetida duas vezes.

Eu estava seguindo o caminho do Kurt Cobain, aquele rapaz do Nirvana.

Em uma época onde a saúde mental ainda era um tabu de certa forma, Jô acaba questionando como alguém “tão talentoso” como Kurt poderia fazer o que fez. Pacientemente, Renato explica que se trata de uma doença e não de uma escolha, citando até mesmo os reconhecimentos da OMS acerca dessas condições médicas.

Realmente, um homem à frente do seu tempo — tanto musicalmente quanto conscientemente. Você pode ver a entrevista completa pelo vídeo abaixo, com o trecho em questão aparecendo perto da marca de 2:30.

LEIA TAMBÉM: Renato Russo “previu” a morte de Kurt Cobain pouco antes de acontecer

Renato Russo falando sobre sua dependência química

 
 
Compartilhar