Royce da 5'9
Foto: Jeremy Deputat
 

Comentários e situações polêmicas envolvendo o Grammy 2021 não faltam desde que a lista de indicados foi anunciada. Desta vez o desabafo vem do rapper Royce da 5’9″.

Durante sua participação no programa da Apple Music The Message with Ebro Darden, o artista comentou sobre sua indicação ao Grammy de Melhor Disco de Rap por The Allegory, lançado em Fevereiro de 2020.

Segundo Royce, ele não está totalmente orgulhoso pela indicação, mas admitiu estar feliz por participar. Inclusive, isso o fez refletir sobre sua relação com o Grammy (via HipHopDX).

É legal (ser indicado). Eu não vou mentir, cara. Estou um pouco envergonhado porque sou um daqueles caras que ficava: ‘fodam-se os Grammys’. E neste momento eu estou totalmente: ‘Estou fodendo com o Grammy este ano’.

É uma oportunidade de colocar algumas coisas em perspectiva, como quando vejo outros artistas reclamarem de serem esnobados, eu olho para isso e penso, ‘Oh, é assim que eu estava olhando. Eu estava assim’. Tudo bem, então vou ter certeza de não fazer mais isso porque você não quer dizer que não está feliz por outra pessoa.

Seu disco concorre ao prêmio, que será anunciado no dia 14 de Março, ao lado de Black Habits do D Smoke, Alfredo de Freddie Gibbs & The Alchemist, A Written Testimony de Jay Electronica e King’s Disease de Nas.

Lil Wayne e o racismo

Na entrevista, Royce também expressou sua opinião sobre antigos comentários de Wayne sobre o racismo.

O artista citou uma entrevista de 2016 em que Wayne teria dito que racismo não existe. Sobre isso o músico declarou que “quando um negro fica famoso desde cedo, ele fica aleijado” e lembrou da recente acusação de porte de armas envolvendo Lil.

Meu irmão, você vai para a cadeia pela segunda vez. Na primeira vez que você foi para a prisão, você foi pois tinha uma arma no ônibus da turnê que nem estava com você. Isso é racismo, Lil Wayne.

Ouça abaixo o álbum The Allegory, indicado ao Grammy 2021.

   
Compartilhar