Guns N Roses no Rock In Rio 2017
Foto do Guns N' Roses via Shutterstock
 

Não é à toa que a turnê de reunião do Guns N’ Roses foi chamada de Not in This Lifetime (“Nunca Nessa Vida”).

Quem acompanhava a banda sabe que a relação dos membros, em especial de Slash Axl Rose, era das piores possíveis e era praticamente inimaginável que a dupla voltaria a subir aos palcos junta.

Felizmente para os fãs, o impossível aconteceu e o Guns voltou a tocar com grande parte de sua formação clássica; a gente até já te falou por aqui que Steven Tyler, do Aerosmith, teve um papel importante nesse reencontro. Mas, bem antes disso, o guitarrista falou sobre esse “término” em uma entrevista com Piers Morgan.

O jornalista da CNN perguntou para Slash quando ele havia falado com Rose pela última vez, e ele respondeu que teria sido em 1996, justamente quando a dupla anunciou sua separação profissional. Questionado sobre as últimas palavras trocadas entre eles e se elas poderiam ser reproduzidas, o músico afirmou:

Não, não foi nada disso. As últimas palavras… basicamente eu acho que foi tipo, ‘Pra mim chega’. Eu disse. E não era nem necessariamente eu saindo da banda, era uma questão de não continuar em frente com a nova banda que o Axl estava montando, que agora ele comandava. O novo Guns N’ Roses.

Basicamente, me deram um contrato para que eu entrasse na nova banda dele. E levou umas 24 horas até eu decidir que, sabe, eu acho que esse é o fim da linha.

Em seguida, o guitarrista fala sobre a possibilidade de uma reunião e deixa bem claro que não seria uma questão de dinheiro; para ele, se tratava de uma “situação onde nenhum dos envolvidos quer revisitar” o passado.

Que bom que os caras mudaram de ideia com o tempo! Você pode ver esse papo, que foi ao ar originalmente em 2012, pelo vídeo abaixo.

Slash e as últimas palavras ditas a Axl Rose antes da reunião do Guns N’ Roses

 
Compartilhar