MF Doom - rapper
Foto: Divulgação
 

Parece que um disco póstumo bem especial de MF Doom pode estar a caminho.

O rapper, que morreu aos 49 anos em 2020 e impactou a indústria do Hip-Hop, teria deixado 85% de um álbum gravado. De acordo com Peanut Butter Wolf, criador da gravadora Stones Throw Records, esse trabalho seria uma continuação do ótimo Madvillainy, de 2004, parceria com Madlib.

Em entrevista ao podcast Juan Ep Is Dead (via Hip-Hop DX), Wolf revelou que Doom tem essas faixas gravadas, na verdade, desde 2009. A falta de andamento do trabalho teria sido até motivo de um conflito dentro da gravadora.

Ele conta:

Sobre o ‘Madvillain 2’, DOOM estava sempre me dizendo: ‘Ah, eu já terminei 85%’ — esse sempre foi o número mágico, e eu ficava tipo, ‘Isso é legal’. Ele basicamente nos enviou 11 faixas em 2009 e eu estava pronto para tentar terminar naquele ponto, e era sempre tipo, ‘vamos esperar por mais algumas músicas’, ‘vamos esperar por mais algumas músicas’, então as faixas começariam a ser usadas em outros álbuns. Fiquei um pouco frustrado e pensei, ‘Bem, vai acontecer quando acontecer. Eu não quero ser o cara que força a criatividade ou qualquer coisa assim.’

O empresário ainda revela que, após assistir a um documentário do A Tribe Called Quest, começou a pressionar o rapper, o que não surtiu resultados. Agora, Wolf conta que tem permissão para usar o material, mas ainda não sabe como.

Sabe, eu não sei o que vamos fazer com essas faixas. Estávamos conversando com o empresário do DOOM, Saadiq, e ele até surgiu com uma ideia, mas não resolvemos tudo ou algo assim. Sempre tenho sentimentos estranhos sobre fazer coisas depois que alguém faleceu.

O último trabalho lançado por MF Doom é Czarface Meets Metal Face, de 2018, em colaboração com Czarface.

   
Compartilhar