Nego do Borel e Duda Reis
Fotos via Reprodução/Instagram

Infelizmente, mais uma vez, estamos aqui para dar uma notícia que envolve uma mulher sendo vítima de um relacionamento abusivo com uma celebridade — no caso, é o que diz a atriz Duda Reis sobre o ex-companheiro, o músico Nego do Borel.

O casal passou por diversas idas e vindas e recentemente parece ter se separado de vez, depois que Duda ouviu relatos de traições do funkeiro, em especial com uma garota de apenas 18 anos de idade — o MC tem 28, e Duda tem 19.

Já choveram críticas na internet por conta da diferença de idade, ainda mais quando se lembraram de que o relacionamento do cantor com a atriz começou há 3 anos, ou seja, quando ele tinha 25 e ela 16.

Muitas pessoas o acusaram de se relacionar apenas com garotas muito jovens, chegando até a dizer que haveria uma “fixação por adolescentes”. Um áudio do suposto affair vazou na internet, e o cantor disse que não passava de uma “brincadeira”.

Duda Reis e Nego do Borel

Em sua conta no Instagram, Duda Reis usou a ocasião para expor tudo que estava entalado na garganta.

Ela fez uma série de stories, primeiramente na noite de ontem (12), escrevendo:

Você sai destruída de uma relação abusiva, fato. Às vezes só vai enxergar tempos e tempos depois. Como se não bastasse eu ter saído com diversas feridas e traumas por causa do bom samaritano de rede social, recebo agora mais baixaria no meu celular e vou começar a expor mesmo.

E vou expor porque sei que é verdade. Porque essa menina é uma conhecida minha, temos várias amigas em comum e ela veio me contar hoje o que aconteceu. Nesse dia, fui passada a perna (pra variar) e o bonitão nas festinhas, comprometido, e com várias mulheres. E isso não é nem 1% do que tenho, muito menos do que vivi.

Desculpa. A cara é de ranço mesmo, porque depois o ser tinha a cara de pau de chegar em casa e deitar comigo como se nada tivesse acontecido, e com cheiro de bebida.

Passei muita coisa que vou poder testemunhar e usar de incentivo pra vocês. Verbais, chantagens emocionais, sentia medo mesmo, medo pela minha vida e decidi botar a boca no trombone. Não dá pra ficar passando pano pra macho assim, porque a próxima namorada será a próxima vítima e ponto final. Eles não mudam e nunca vão mudar, só mudam de presa.

Quem passa pano pra abusador é conivente sim. Sinto muito, espero que não mexam comigo porque vou ter que dar um depoimento imenso do que eu passei em 3 anos e não conseguia sair de jeito nenhum por ter muito abuso. Sem contar os xingamentos, traições, desrespeito, etc.

Relatos de Duda Reis

Já nesta quarta-feira (13), Duda voltou a usar a rede social para cumprir o que prometeu e “botar a boca no trombone”. Ela falou sobre como sofria ameaças — “ele dizia que ia mandar matar minha família” — e que era coagida a se manifestar a favor dele, sendo gravada enquanto falava que não recebia agressões nem abusos de qualquer tipo.

A atriz relata ter se sentido como “um rato em um beco sem saída” e ter até mesmo uma definição errada do que seria o amor; ela conta que “apanhava e depois recebia amor” e portanto passou “3 anos achando que amor era você apanhar e depois receber um beijo”. A agressão física, segundo ela, era constante:

Eu sofri sim agressão física. Já tiveram episódios que ele me empurrou — um inclusive ele vai lembrar muito bem. Ele me empurrou tão forte que eu caí no chão, caí em cima de várias cadeiras e me machuquei. Um amigo dele, que é uma figura pública inclusive […], entrou no meio para apartar a briga; não briga, porque ele brigava sozinho, mas entrou no meio para poder segurar. E isso vai fazer parte de uma das agressões do BO que eu estou abrindo contra ele. Não foi a primeira, não foi a única agressão, assim como todas as agressões verbais que eu ouvia e todas as manipulações.

Duda ainda fala sobre um plano de Nego do Borel de se pronunciar às 14h — o que não aconteceu nem no horário marcado nem até a publicação dessa matéria — ao lado de uma advogada que costumava defender mulheres em casos de abuso, no que ela considera uma tentativa de taxá-la de “louca”.

Entre os argumentos que ela diz que ele irá usar está o fato de uma suposta traição de sua parte; ela afirma que nunca fez isso, mas que era vigiada constantemente inclusive durante suas sessões de terapia e tinha suas ligações e conversas com outras pessoas por telefone gravadas.

Ela fala que pode ter dito em algumas destas que estaria interessada em encontrar alguém que lhe fizesse bem, que lhe desse o tratamento que merece e citava o irmão de uma amiga como um possível parceiro quando a relação terminasse, o que pode acabar sendo manipulado pelo cantor para soar como uma traição.

Reis ainda conta que as mulheres que trabalhavam na casa dos dois tinha medo de que ela aparecesse “toda machucada” e já chegaram até a intervir na relação; ainda segundo ela, “o mínimo que ele tinha que fazer era ir se tratar e pedir perdão, mas ele não é capaz disso”.

Por fim, depois de terminar o relato inicial, a atriz ainda gravou outros vídeos falando sobre como Nego do Borel teria uma persona totalmente diferente quando as câmeras estão desligadas. Segundo ela, quando as ações publicitárias acabavam, ele dizia que “odeia pobres, odeia negro” e que “eles fedem”. “Ele é racista com ele mesmo”, afirma Duda.

Ficaremos de olho para atualizações do caso e torcemos para que a justiça seja feita da forma mais eficiente e correta possível.