Marko Hietala anuncia sua saída do Nightwish
Reprodução / Instagram
 

Marko Hietala, baixista e co-vocalista do Nightwish anunciou nesta terça-feira (12 de Janeiro) sua saída da banda e seu distanciamento da vida pública.

Em um longo texto publicado em sua conta do Instagram, o músico revela que durante o último ano foi “obrigado a ficar em casa e pensar” e se sentiu desiludido com diversos aspectos de sua carreira, principalmente o dinheiro recebido das plataformas de streaming (via Louder Sound):

Há alguns anos, não consigo me sentir validado por esta vida. Temos grandes empresas de streaming que exigem trabalho em tempo integral de artistas inspiradores, enquanto compartilhamos os lucros de forma injusta. Somos a república das bananas da indústria da música.

Os maiores promotores de turnês obtêm porcentagens até mesmo de nossos próprios produtos, enquanto pagam dividendos ao Oriente Médio.

O ano passado me obrigou a ficar em casa e pensar. Eu fiquei muito desiludido com essas e muitas outras coisas. Descobri que preciso dessa validação. Para eu escrever, cantar e tocar, preciso encontrar novos motivos e inspirações.

Depressão crônica

O baixista que entrou na banda em 2001, ainda citou na declaração sua luta contra a depressão crônica. Ele relatou que há pouco tempo teve pensamentos sombrios e poderia ser até “perigoso” para ele e para as pessoas ao seu redor continuar na vida pública. Mesmo assim, Hietala tranquilizou seus fãs:

Não se preocupem, estou bem. Tenho meus dois filhos, uma esposa, o resto da família, amigos, um cachorro e muito amor. E eu não acho que vou sumir para sempre.

Sobre as especulações de que o líder e tecladista da banda de metal sinfônico Tuomas Holopainen tivesse sido o responsável pela decisão da saída do músico, ele comentou:

Conspiração é a palavra do dia. Para as pessoas que gostam delas, preciso dizer que meu 55º aniversário é agora no dia 14 de janeiro e certamente já cumpri meu tempo por aqui. Culpar Tuomas é um insulto tanto a ele quanto ao meu pensamento livre. Isso é uma coisa muito triste para todos nós também. Tenham cuidado, por favor.

O artista finalizou seu comunicado informando que em 2021 ainda irá realizar alguns compromissos que já estão agendados, porém, pede para que bandas e a própria mídia não o procurem durante o ano.

Eu tenho que me reinventar. Espero falar sobre isso em 2022. No entanto, não é uma promessa. Eu sinto muito por isso.

   
Compartilhar