Lemmy Kilmister
Reprodução/YouTube
 

Já faz algum tempo que o icônico Lemmy Kilmister nos deixou, e ainda que o líder do Motörhead tenha vivido muitas polêmicas durante a sua vida, seu legado também envolve diversas falas bastante positivas.

Uma delas foi sobre o racismo, uma “burrice do caralho” que Lemmy dizia não entender. Para ele, era incompreensível “odiar alguém olhando de longe” e, na mesma entrevista, o músico conta que só tinha preconceito contra babacas:

Eu não entende o racismo, sabe? Eu nunca o entendi. Eu não consigo entender o fato de que você poderia odiar alguém olhando de longe e nunca nem falar com ele e já odiá-lo. Isso é uma burrice do caralho.

Sabe, há babacas brancos, há babacas japoneses, há babacas de qualquer jeito — há sempre muitos babacas. Mas até que você fale com as pessoas, você nunca sabe quem elas são: um cara legal ou um babaca. Você dá a elas essa chance. Essa é a única coisa contra a qual tenho preconceito, babacas.

Veja o vídeo na íntegra ao final da matéria!

Lemmy Kilmister falando sobre racismo

Vale lembrar que essa não foi a única vez que o lendário músico falou sobre o tema. Em outro vídeo que publicamos por aqui, Lemmy deu conselhos a um jovem negro fã de Heavy Metal e vinha lidando com problemas por conta disso.

 
Compartilhar