Robb Flynn - Machine Head
Foto via Wikimedia Commons

Robb Flynn, vocalista e guitarrista do Machine Head, expôs algumas ameaças e ofensas que vem recebendo por ser contrário ao racismo.

O músico, que em 2016 fez um vídeo falando sobre o assunto e criticando Phil Anselmo, publicou em seu Instagram algumas mensagens e comentários que recebe toda semana. Um deles, inclusive, diz desejar que seus filhos tenham câncer.

Cansado com a situação, Flynn usou a legenda da publicação para declarar seu repúdio:

Só para que fique claro… Não vou a lugar nenhum. Eu não vou calar a boca. Se você não gosta das coisas que tenho a dizer na minha conta pessoal do Instagram, pare de seguir. Não estou aqui para agradá-lo ou te dar uma versão diluída do que você acha que alguém em uma banda de metal deveria ser.

Não concorda com minha visão política? Vá em frente e deixe de me seguir. Estou pouco me fodendo. Ninguém está forçando você a estar aqui. Você é livre para expressar suas opiniões aqui, contanto que seja respeitoso e não faça spam, e eu mantenho uma rédea curta sobre o que é ‘respeitoso’.

‘Cala a boca e faça música’? Vou fazer exatamente isso… Cantando canções como ‘Nation on Fire’, ‘Davidian’, ‘Clenching the Fists of Dissent’, ‘In Comes the Flood’ e ‘Halo’.

Flynn ainda continua, mandando o recado:

E para aqueles de vocês que escreveram isso para mim, considerem isso um aviso. Eu propositalmente deixei seus nomes fora deste post. Esta é a última vez que farei isso. Que não haja engano, não vou hesitar em chutar vocês pra fora.

Eu fui uma figura pública durante a maior parte da minha vida adulta, estou acostumado com as pessoas me ameaçando, tive mais de 1,000 ameaças de morte após o vídeo ‘Racismo no Metal’. Ainda recebo ameaças de morte pelo menos duas vezes por semana. Eu aceito isso como isso é.

Mas no segundo que as pessoas começam a ameaçar a minha esposa e meus filhos, vocês ultrapassaram um limite, um limite que nunca vou aceitar. Não acredita em mim? TENTE A SORTE!

Veja a publicação abaixo.

 

 
Compartilhar