Lil Wayne com Donald Trump
Reprodução/Twitter
 

Antes do fim do seu mandato, o atual mandatário dos EUA Donald Trump pode conceder o perdão presidencial e limpar as fichas criminais de algumas pessoas elegíveis para isso.

Entre essas pessoas estão os rappers Lil Wayne Kodak Black, que tiveram problemas judiciais — o primeiro não está preso mas ainda está em julgamento, e o segundo está em uma prisão federal.

Kodak foi preso depois de falsificar documentação para obter uma arma de fogo, como conta o Rap-Up, e tenta desde Novembro reverter a sua sentença. Ele até já prometeu gastar US$1 milhão com projetos de caridade em seu primeiro ano fora da cadeia, caso obtenha o perdão de Trump.

Lil Wayne e Donald Trump

Já o caso de Lil Wayne é mais recente, com o rapper tendo sido pego com porte ilegal de arma durante uma viagem em um avião particular em Dezembro de 2019. Ele enfrenta a possibilidade de 10 anos de cadeia e, com o perdão presidencial, poderia estar livre de qualquer acusação.

Vale ressaltar que Wayne chegou a se encontrar com Trump em Outubro de 2020 e em seguida declarou seu apoio público ao candidato republicano, uma decisão que supostamente o fez perder a namorada. Caso não obtenha o perdão, o rapper terá seu julgamento em 4 de Março.

Também fazem parte da lista do presidente alguns outros nomes, inclusive o produtor Weldon Angelos (Snoop Dogg, etc.), que já recebeu o seu perdão. Para a surpresa de ninguém, a seleção conta ainda com membros da sua família, como sua filha Ivanka e o marido Jared Kushner, e até ele próprio.

O dia 19 de Janeiro é o último para que qualquer perdão presidencial de Donald seja emitido, então ficaremos de olho por aqui.