lucas-goncalves-uma-nota
Foto: Reprodução / YouTube
 

2020 foi um ano de grandes novidades na carreira do músico e compositor mineiro Lucas Gonçalves, que se lançou, oficialmente, como artista solo e colocou no mundo o excelente álbum de estreia Se Chover.

Para movimentar ainda mais as coisas, o artista, que é baixista da Maglore e guitarrista e vocalista da Vitreaux, aproveitou o isolamento social para gravar, em sua própria casa, algumas “canções relâmpago” – como gosta de chamá-las.

A mais recente dessa leva é “Uma Nota“, que foi lançada em sua página no Bandcamp no dia 28 de Dezembro. A canção conta com a participação do pianista Heberth Souza e acaba de receber, nessa quarta-feira, 06 de Janeiro, um videoclipe “intrigante”, se assim podemos dizer.

Não à toa, o lançamento do clipe acontece no Dia de Reis, quando, normalmente, as árvores de natal são desmontadas. No vídeo, Lucas abre lentamente uma enorme caixa de presente, enquanto uma árvore se incendeia ao seu lado. O músico revela que a produção reflete sobre o caos político e pandêmico que assola o Brasil.

A árvore pegando fogo simboliza a situação do país em meio a crise do coronavírus. Um país em chamas junto à política e às instituições que estão falindo, além de se relacionar com as queimadas na Amazônia e no Pantanal.

O videoclipe foi realizado pela Cachimbo Produções e contou com direção de Caio Gentil Carvalho. A fotografia é de Amanda Amaral; o conceito, de Lucas Gonçalves. Segundo o artista, a ideia do clipe era ser fiel à letra da música. A caixa embrulhada com papel colorido é uma metáfora para a narrativa do tempo presente. Ele propôs um jogo entre a linguagem e o objeto que, no português, são representados pela mesma palavra.

O presente é este, a situação que a gente vive não é boa. A ponto de não ter clima para as festas de fim de ano, já que nem poderíamos encontrar os familiares e amigos por conta do agravamento da pandemia.

Você pode conferir o videoclipe de “Uma Nota” no player abaixo.