Trent Reznor em 2011
Foto via Shutterstock
 

Trent Reznor tem uma história longa e polêmica com o Hall da Fama do Rock and Roll, tendo feito críticas à instituição diversas vezes no passado mas deixando tudo isso de lado quando o Nine Inch Nails foi nomeado para a Classe de 2020.

Bom, nem tudo. Conforme conta a CoS a partir de uma entrevista com o músico, Reznor não ficou nada feliz quando soube que só ele seria induzido e acabou intervindo para que outros membros — atuais e do passado — do NIN também recebessem as honras:

Da minha perspectiva, eu só senti que era a coisa certa a se fazer. Eu acho, meio que de maneira preguiçosa, que a abordagem foi, ‘Ok, nós só vamos induzir você.’ Aí eu pensei em rebater e dizer, ‘Bom, vocês precisam pelo menos induzir o Atticus [Ross], e vocês deveriam induzir esses outros caras.’ E isso foi antes da pandemia. E aí meio que uma infinita tentativa de justificar isso, que não foi necessariamente uma luta minha, [foi] mais eu falando para o meu empresário: ‘Faça isso acontecer, porra. […] Já chega.’

A gente se apoiou no precedente de poder olhar para outras bandas e dizer, ‘O The Cure conseguiu colocar esses caras. Esse cara está na banda há um tempo X’. De novo, eu não era quem estava apresentando o caso, mas eu sentia fortemente que era um reconhecimento compartilhado. E certamente seria melhor pra mim. Não era empurrar uma pedra pra cima da montanha. Eles não eram contrários a isso. Eu não sei onde eles estavam com a cabeça, mas fico feliz que tenha acabado dessa forma.

Pois é: no fim das contas, além de Trent e Atticus Ross, também entraram no Hall da Fama do Rock and Roll os membros e ex-membros Robin Finck, Chris VrennaDanny LohnerIlan Rubin Alessandro Cortini.

Missão cumprida!

Trent Reznor

Vale lembrar que nos últimos anos Trent tem se dedicado mais ao seu projeto de trilhas sonoras ao lado de Ross do que ao Nine Inch Nails, mas em 2020 a banda lançou os discos Ghosts V: Together Ghosts VI: Locusts, ambos instrumentais.

O último disco propriamente dito foi Hesitation Marks, em 2013, com o EP Bad Witch aparecendo em 2018 para saciar alguns dos desejos dos fãs. Já com Atticus, Trent lançou em 2020 a trilha de Mank e, no próximo dia 25, libera a de Soul, filme da Disney/Pixar.

 
Compartilhar