Jeza da Pedra
foto: divulgação
 

O cantor carioca Jeza da Pedra lançou nas plataformas digitais a música “Vento de Oyá”, que antecipa seu próximo disco, Exuberante Boca do Mundo (vol. I).

A canção estreou no Dia de Santa Bárbara (4/12), que no sincretismo religioso representa Oyá, a divindade dos ventos e dos raios que aparece no título da faixa.

Como se pode imaginar, nesta nova fase da carreira, Jeza mergulhou no universo dos orixás brasileiros. O artista também buscou inspiração no lendário exu de umbanda Seu Sete da Lira, entidade midiática do Rio de Janeiro entre os anos 1960 e 1970.

“Este projeto inaugura um novo momento criativo do meu trabalho, onde busco referências musicais de ancestralidade em um contexto mais regional – neste caso, a zona oeste do Rio,” diz o músico, nascido em Costa Barros, na zona norte da cidade.

“Quando eu era criança, meu pai me levava para a casa da minha avó no Mendanha (Campo Grande), e meus primos e eu íamos catar peixinhos no rio. Era tudo muito verde, cavalos cruzando as ruas normalmente, e, diferente de hoje, um terreiro de macumba a cada esquina. Além de um chamado espiritual, esse álbum vem de uma necessidade de exaltar as religiões de matriz africana, em um tempo onde elas são mais oprimidas do que nunca,” completa Jeza, que passou boa parte da infância e adolescência entre igrejas neopentencostais, bailes funk e rodas de samba.

Em 2019, em parceria com o produtor Alexandre Kassin, o cantor divulgou o EP Jeza Kassin. Dois anos antes, ele havia estreado com o compacto Pagofunk Iluminati.

Outro ponto marcante na trajetória de Jeza foi sua primeira turnê internacional na Alemanha, em 2018, quando tocou em Berlim ao ser convidado como atração da Parada LGBTQI da cidade Colônia, segunda maior da Europa.

Agora, o artista prepara seu álbum cheio, ainda sem data de lançamento revelada.

Rhaissa Bittar

Rhaissa Bittar
foto: reprodução

A cantora e compositora paulista Rhaissa Bittar se juntou à banda pernambucana Estesia para lançar o clipe da canção “Toda Vez Que Eu Dou Um Passo O Mundo Sai Do Lugar”.

Dirigido e roteirizado pela própria artista, o vídeo foi produzido à distância, com cenas caseiras e imagens gravadas em diferentes cidades.

A parceria entre Rhaissa e o Estesia surgiu a partir de uma imersão artística em São Paulo, antes do isolamento social. Na ocasião, em Fevereiro deste ano, a cantora participou de uma apresentação da turnê Estesia Convida SP.

“Toda Vez Que Eu Dou Um Passo O Mundo Sai Do Lugar” integra o disco mais recente de Rhaissa, João (2019), e foi composta pelo músico Siba, conterrâneo do Estesia.

O artista havia incluído a faixa em seu álbum homônimo lançado em 2007 com a banda Fuloresta.

O Cerne

O Cerne
foto: divulgação

A banda O Cerne disponibilizou a canção “Mg”, último single a ser liberado antes do lançamento do EP interferências//desviver.

“Esta é uma denúncia subjetiva e pessoal sobre a destruição da natureza e do espaço
onde o eu lírico vive. Com o desencadear da história e o que é herdado desta, hoje colhem-se consequências destrutivas. Os crimes e desastres ambientais que ocorrem, o descaso e a violência com a natureza e o meio em que vivemos, as vidas perdidas e os ciclos de exploração,” acusa o quarteto.

A canção chega junto com o processo de financiamento coletivo para viabilizar a execução da “Zine Estrago”, publicação independente pensada pelo grupo de maneira colaborativa com alguns artistas visuais.

“O ‘estrago’ refere-se aos tempos atuais e seus acontecimentos cada vez mais violentos, opressivos e destrutivos, na esfera ecológica e social, presentes no cotidiano da humanidade. Pressupõe-se que o ‘estrago’ é percebido e sentido de modos específicos por cada sujeito,” afirmam os integrantes, que buscam captar recurso através deste link.

Afra

Afra
foto: Rafael França

A cantora e compositora carioca Afra liberou nas plataformas de streaming o clipe feito para a faixa “Pra Gente Se Entender”.

O vídeo, dirigido por Leticia de Bortoli, contou apenas com mulheres na equipe e mostra, em slow motion, um beijo super delicado entre a artista militante pela causa LGBTQIA+ e a atriz Núria Kiffen.

Conhecida também pela luta antirracista, Afra incluiu a canção no EP de estreia Três Letras, lançado em Julho do ano passado. O disco, composto por seis músicas, narra o início, meio e fim de um romance que se desenrolou durante passagem da cantora pela França.

“Bem, tudo começou com uma noite. E quando o amor começa, você não quer imaginar que haverá um fim. Muito menos, como será esse fim. Mas quando ele chega, existem diversas formas de encerrar um ciclo. E o clipe de ‘Pra Gente Se Entender’ mostra o retrato que eu considero mais fiel para o fim de ‘Três Letras’,” reflete Afra.

Otito

Otito
foto: reprodução

O músico Otito liberou no YouTube o clipe da faixa “Meu Sol”. Produzido pela Capucho Videos, o material foi gravado com a participação de 27 pessoas ao redor do mundo, pouco antes da pandemia do coronavírus.

A música faz parte do álbum lançado em Junho deste ano, Longe de Casa.