Johnny Depp em
 

Você deve ter acompanhado recentemente a saga envolvendo Johnny Depp e seus problemas na Justiça por conta de seu relacionamento com Amber Heard.

Há algum tempo o cara teve uma derrota vergonhosa no tribunal. Ele processou o tabloide britânico The Sun por chamá-lo de “espancador de mulheres” e acabou perdendo o julgamento, dando a entender que a corte encontrou evidências de que o termo poderia ser usado para se referir a Depp.

Isso resultou na demissão do ator da franquia Animais Fantásticos, um spin-off da saga Harry Potter que já caminha para seu terceiro filme — os rumores apontam que Mads Mikkelsen (HannibalDoutor Estranho) será o substituto de Johnny.

Mas, antes mesmo de toda essa questão, ele já havia sido demitido de Piratas do Caribe, série de filmes que lançou Depp ao estrelato.

Johnny Depp e Piratas do Caribe

Agora, uma nova reportagem do The Hollywood Reporter (via ScreenRant) afirma que o produtor de PiratasJerry Bruckheimer, queria incluir o ator no novo longa em uma espécie de participação especial para que ele interagisse com a atriz Margot Robbie, que vai assumir o papel principal.

No entanto, os relatórios obtidos pelo THR também mostram que a Disney foi incisiva e bloqueou qualquer tipo de envolvimento de Depp com o próximo filme. A decisão foi tomada antes mesmo do julgamento, dando a entender que a gigante do entretenimento já sabia que o processo seria perdido e isso teria repercussões.

Até o momento, não há muitas outras informações sobre a próxima entrada de Piratas do Caribe, nem data de lançamento. Aguardaremos novidades!

 
Compartilhar