mc-tha-oceano
Foto por Jr Franch
 

A cantora e compositora paulistana Mc Tha vem sendo um dos grandes destaques da música brasileira desde o lançamento de seu álbum de estreia, o excepcional Rito de Passá, em Junho de 2019. Imprimindo sua marca através da força de seu canto, da sua música, do seu visual e da sua mensagem, a artista conquistou novos espaços com a série de clipes que vem lançando em 2020.

Depois de “Rito de Passá”, “Coração Vagabundo” e “Onda”, chegou a hora do single “Oceano” ganhar sua versão em vídeo. Dirigido por Rodrigo de Carvalho, com direção de arte de Vitor Nunes, o clipe foi filmado em São Sebastião, litoral norte de São Paulo, e traz imagens da cantora em meio a uma imensidão de sentimentos, com cenas no mar e também manuseando águas, que representam as emoções, em jarros de vidro.

A canção é um importante apontamento sobre uma pauta urgente entre as mulheres negras. Os versos falam sobre a solidão da mulher negra e periférica, especialmente a solidão afetiva, explica a artista em um ‘faixa a faixa’ sobre o álbum para a edição #102 da Revista Noize.

‘Oceano’ era um texto triste que encontrei nas minhas coisas, transformei em poema e, depois, em música. É importante porque mesmo com toda essa busca pelo amor, pelo prazer, pela distração dos encontro, ela fala de um lado de solidão que tenho dentro de mim sobre relacionamentos. Nela, represento a solidão da mulher negra.

Lançamento de Mc Tha

O single conta com produção de Pedrowl e Jaloo, e está disponível nas principais plataformas de música. No início do ano, o TMDQA! bateu um papo com Mc Tha sobre funk, padrões, religiosidade e a busca por uma sonoridade original. Você pode conferir nossa entrevista clicando aqui.

Assista abaixo ao clipe de “Oceano”. No final da produção, o formato do vídeo começa a se alterar, além de podermos ouvir os primeiros segundos da faixa “Despedida”. Os fãs já especulam que a música será a próxima a receber um clipe, o que pode funciona como um encerramento para o clico de Rito de Passá. Nos resta acompanhar!