Jim Morrison sendo preso no palco em show do The Doors
Reprodução/YouTube
 

Jim Morrison sempre viveu recheado de polêmicas, e é até difícil lembrar de todas elas. Mas uma delas vale a viagem pela memória, e aconteceu exatamente há 53 anos, em 9 de Dezembro de 1967.

Durante uma apresentação do The Doors em New Haven, Connecticut, nos EUA, o vocalista foi surpreendido pela polícia e preso ali mesmo, em cima do palco. Foi a primeira vez que isso aconteceu com um músico, e um registro da época mostra o próprio Morrison completamente chocado.

Segundo o SongFacts, tudo começou quando Morrison levou Sandy Spodnik, uma garota de 18 anos, a um banheiro próximo a um dos camarins do local. A sala em questão era ocupada por uma das bandas de abertura, Tommy & the Rivieras, e eles pedem para que Jim deixe o banheiro, ao que ele responde com um sonoro “vão se foder”.

Um dos membros da banda, Tommy Janette, afirma que chamou a polícia — até então, nem os músicos nem o oficial de justiça reconheceram Morrison — que avisa que ele teria sua “última chance de sair pacificamente”. Novamente, Jim não se intimida e avisa que essa “é a última chance de você me comer”, o que faz o policial invadir o banheiro.

Jim acaba sendo neutralizado e algemado, mas eventualmente é reconhecido e informado de que poderia seguir com a performance e depois iria para a delegacia. No entanto, durante o show, o cantor resolve desabafar sobre o assunto e xinga muito durante um interlúdio de “Back Door Man”, causando a ira dos policiais, que invadem o palco e o prendem.

Canção do The Doors sobre o incidente

Apesar de ter sido indiciado por perturbar a paz, resistir prisão e “performar uma exibição indecente e imoral”, Jim Morrison acabou liberado após pagar uma fiança de US$7.500 (que ele tinha na carteira) e o caso nunca resultou em nada se não inspiração para o The Doors.

Em 1970, a canção “Peace Frog” referenciou o incidente em uma espécie de crítica, com o vocalista cantando sobre “Sangue nas ruas na cidade de New Haven” e basicamente afirmando que, ao invés de se preocupar com os seus atos, os policiais deveriam estar cuidando de crimes mais sérios.

Apenas mais um dia na vida de Jim Morrison, né? Você pode ver esse momento icônico em vídeo logo abaixo.

 
Compartilhar