Iggor Cavalera em
Reprodução/YouTube
 

Iggor Cavalera é representante de uma das famílias mais importantes para a música brasileira, já que ao lado do irmão Max fez parte do Sepultura por muitos anos e, depois de suas saídas, ambos seguem contribuindo com outros projetos como o Petbrick, Mixhell Soulfly.

Mas as turbulências da banda também ecoaram na relação familiar dos dois, e é justamente esse aspecto que foi abordado na entrevista de Iggor para o projeto O Ben Para Todo Mal, do jornalista Homero Pivotto Jr., que foi ao ar nos últimos dias.

Por lá, Cavalera destaca a importância da família e especialmente de seu filho mais novo, que o ajudou a se reconciliar com Max, com quem ficou uma década sem se falar. Além disso, abordou outras curiosidades (como um uso pouco convencional para palhetas do Iron Maiden) e, acima de tudo, se mostrou extremamente humano — algo que é sempre bom quando estamos tão acostumados a tratar artistas como entidades que ficam em cima de um palco.

Você pode conferir esse episódio da produção, cuja montagem e edição é assinada por Sérgio Caldas (Subverse Filmes), logo abaixo.

Na sequência, O Ben Para Todo Mal deve publicar episódios com o rapper Afro-X, a cantora Fernanda Takai (Pato Fu) e o jornalista André Barcinski. Acompanhe tudo pelo canal do projeto, onde também estão disponíveis episódios passados com nomes como João GordoCJ Ramone (Ramones) e Rodrigo Lima (Dead Fish).

O Ben Para Todo Mal com Iggor Cavalera

   
Compartilhar