Kurtis Blow
 

O ano de 1979 foi extremamente marcante para o Hip Hop. Em 16 de Setembro daquele ano, o Sugarhill Gang entrou no top 100 das paradas com “Rapper’s Delight” e, pouco tempo depois, surgiria outro nome fundamental para o gênero: Kurtis Blow.

Há exatos 41 anos, em 7 de Dezembro de 1979, Kurtis jogou ao mundo a excelente “Christmas Rappin'”, que já nasceu histórica. Isso porque ela foi a primeira canção de Rap a ser lançada por uma grande gravadora, a Mercury Records, mas o sucesso correspondeu às expectativas e mais de 400 mil cópias do single foram vendidas, abrindo caminho para a carreira do rapper de 20 anos.

Continua após o vídeo

Mas nem tudo estava resolvido para Kurtis. A gravadora havia lhe oferecido um acordo para dois singles, e ele só ganharia um disco completo caso ambos tivessem boas vendas…

Kurtis Blow e “The Breaks”

Como segundo single, Kurtis Blow lançou “The Breaks”, que voltaria a fazer história e dessa vez com uma magnitude ainda maior. Ela foi a primeira música de Rap a ganhar um disco de ouro, atingindo a marca de meio milhão de cópias e garantindo ao jovem o contrato que ele sonhava.

Continua após o vídeo

Com quase 8 minutos de duração, “The Breaks” faz jus ao Hip Hop da época, que envolvia um instrumental fundamentado em batidas dançantes repetidas diversas vezes enquanto o rapper fazia seu trabalho por cima.

Cheia de groove, a canção (que tem até uma referência ao Brasil na letra) se tornou um verdadeiro clássico e abriu caminho para os 15 álbuns que Kurtis já acumula na carreira, com outros ótimos (ainda que menores) hits como “Basketball” e “8 Million Stories”.

Continua após o vídeo

Ainda que não lance um trabalho de inéditas desde 1988, sua influência é viva até hoje e tem diversos exemplos dentre os rappers que vieram em épocas seguintes à sua, em especial com seu trabalho como produtor.

Run DMC, por exemplo, foi inicialmente conhecido como “O Filho de Kurtis Blow”; outros grandes nomes mais conhecidos atualmente, como Wyclef JeanLovebug Starski e tantos outros já tiveram produções assinadas por Kurtis, que também foi o responsável pela música “King Holiday”, feita para celebrar o primeiro Dia de Martin Luther King nos EUA em 1986.

O reconhecimento máximo talvez tenha sido em 2016, quando foi eleito Presidente do Museu Mundial do Hip Hop — que tem sua abertura programada para 2023 — em votação unânime. Se você não o conhecia, aproveite para ouvir as canções destacadas aqui e, se já conhecia, é hora de fazer uma viagem no tempo!

LEIA TAMBÉM: Sylvia Robinson e a história da mulher negra que “fundou” o Hip Hop

 
 
Compartilhar