Erika Ender vai do sinfônico ao eletrônico em novo disco; ouça
Foto: Reprodução / Facebook
 

Multiculturalismo: essa é a palavra que define MP3-45, novo disco de Erika Ender.

A cantora, que nasceu na Cidade do Panamá, é filha de um norte-americano com uma brasileira e também conhecida como coautora do hit “Despacito“.

Essa pluralidade surge no trabalho tanto como reflexo de quem a artista é, bem como também é resultado de um mundo cada vez mais globalizado.

A cantora explica que o registro é uma mistura de tudo que ela é, seja em ritmos, idiomas ou valores morais.

Eu sou uma mulher moderna e independente que pensa fora da caixa, mas meus valores internos são da velha escola. Minha ética é muito clássico em termos de moral e eu sempre tento imprimir uma mensagem em minhas músicas e letras. Nasci e cresci em uma família multicultural e no ‘MP3-45’ não estou focando apenas em um gênero ou idioma.

Em estilos, Erika traz uma proposta ousada passeando do sinfônico ao eletrônico e três línguas – inglês, espanhol e português.

O álbum foi gravado ao lado do produtor vencedor dos prêmios GRAMMY e Latin Grammy, Moogie Canazio. O trabalho do novo disco começou em 2019 e foi finalizado neste ano, passando por cidades como Rio de Janeiro, Los Angeles e Miami.