Rohmanelli
Crédito: divulgação
 

O estúdio catarinense Morlock Art Lab reuniu os artistas WARLLOCK, Rohmanelli e Zara Dobura para gravar a faixa “Papo Reto (Pega Visão #2)”.

O resultado desse encontro rendeu um clipe liberado no YouTube e dirigido pelo fotógrafo e produtor de audiovisual Mathias Luz, responsável pelo Morlock Art junto com o produtor musical e beatmaker Luweed.

O vídeo mostra o trio em meio a uma área descampada, rodeado por eletrônicos e móveis empilhados e abandonados.

A letra do rap narra as dificuldades da vida cotidiana de pessoas que fogem do padrão heteronormativo, já que todos os cantores fazem parte do movimento LGBTQI+.

Este é o segundo projeto da série Pega Visão, que convida artistas da cena local da Grande Florianópolis para versar sobre as pautas sociais da cidade. O tema da vez, claro, foi a diversidade sexual.

Entre seus maiores sucessos, Rohmanelli tem o single “Macho Discreto” e WARLLOCK é dono da canção “Contas”, com participação especial da própria Zara Dobura e Allure Dayo.

Makalister

Makalister
foto: reprodução

O rapper Makalister lançou nas plataformas de streaming o clipe da faixa “Semelhante aos Acasos e Encontros”.

O vídeo, dirigido por Pedro Fávero (Fitaria Filmes) e produzido em apenas 24 horas, traz a parceria com Beli Remour e foi desenvolvido a partir de filtros do Instagram, com cenas filmadas pelas ruas do bairro Vila Mariana, em São Paulo.

As imagens exploram a arquitetura da cidade, com seus pixos e contradições sociais, e a letra fala, em tom de reflexão, sobre a vida dos autores e a passagem do tempo.

Felipe Wander

Felipe Wander
foto: divulgação

O cantor e compositor baiano Felipe Wander, baixista e vocalista da banda Sanitário Sexy, estreou na carreira solo com o single “Imbu”.

A sonoridade da faixa passeia entre a MPB, rock e baião, com inspiração em nomes como Cidadão Instigado, Elomar, Matingueiros e Quinteto Armorial.

A letra fala a a respeito da força do povo nordestino e, segundo Felipe, é uma referência direta ao escritor Euclides da Cunha.

“Ele define o imbuzeiro como a ‘árvore sagrada do sertão’, já que o mesmo dá um fruto que serve de alimento à todos os seres vivos da caatinga, sendo importante tanto para os humanos, quanto para os répteis e insetos. Ou seja, trata-se da representação da força da natureza, que é sagrada e nos ensina a ter força e sensibilidade. Isso é essencial para a nossa vivência diante da intolerância do mundo contemporâneo,” revela o artista.

“Condensamos a nossa cultura entre as alegrias e tristezas da vida. Quem vive aqui, é naturalmente munido dessa resistência – que funciona como um elemento de alquimia para as liberdades coletivas e individuais,” completa Felipe, que lançou a música através da Trinca de Selos, parceria entre a Brechó Discos, a BigBross Records e o São Rock Discos.

Com a Sanitário Sexy, o músico tem no currículo os álbuns Metáfora (2014) e Eu Vou Me Comer (2017).

Dramón

Dramón
foto: Rafael Turrini

O músico, produtor e multiartista Renan Vasconcelos, através de seu projeto experimental Dramón, divulgou o EP Afã.

O compacto apresenta quatro faixas e é tido como “um retrato desolador de um mundo à beira do abismo”.

“Tem sido um desafio de experimentação e descobertas. Em muitas ocasiões, me vejo com pouquíssimo tempo para produzir a música semanal, me obrigando a tomar decisões rápidas, e não ficar na lenga-lenga esperando o momento certo ou a inspiração para finalizar algo. E para a minha alegria algumas dessas músicas que fiz a jato me surpreenderam positivamente,” reflete Renan, que lançou o trabalho pelo selo chileno Samsara Records.

Produzido durante a quarentena, e carregado de melancolia e aflição em tempos de pandemia, o material sucede os EPs Ansiedade Morte (2018) e Equilíbrio Utopia (2019).

Recentemente, o cantor também lançou o single “Oscilar” e deve liberar novidades até o final de 2021.

Ajiva

Ajiva
foto: divulgação

A banda catarinense Ajiva, através da Dinamite Records, lançou nas plataformas digitais o clipe feito para a música “Ouroboros”.

Dirigido e produzido por Vítor Graf, o vídeo mostra o grupo em ação em nova fase, agora como um power trio.

Formada atualmente por Luis (guitarra e voz), Robson Black (baixo e voz) e Marcos Aurino (bateria), a Ajiva mistura new metal com post-grunge, tendo como referências bandas como Helmet, Silverchair, Slipknot e Nirvana.