Feira Preta 2020
Foto por Monica Silva
Ouça playlist com clássicos do Rock!  

Com um novo formato totalmente online por conta da pandemia do coronavírus, a Feira Preta inicia sua programação gratuita nesta sexta-feira, 20 de Novembro, Dia da Consciência Negra.

Maior evento de cultura e empreendedorismo negro da América, a iniciativa segue até o dia 10 de Dezembro e tem uma programação incrível sobre a qual falaremos logo abaixo.

Com o tema “Existe um futuro preto!”, a 19ª edição do evento encara o desafio de não perder a sua essência e se reinventar neste período complicado em que estamos vivendo. Para isso, será transmitida por diversas plataformas e redes sociais como YouTube, TikTok, Instagram, Spotify, Facebook e também por aplicativos de relacionamento em que serão cocriados conteúdos com curadoria feita pela Feira Preta.

Patrocinado pela primeira vez pela Lei Rouanet, o Festival Feira Preta apresenta ao público uma programação artística e cultural focada em afrofuturismo e afropresentismo, com mais de 100 atrações nacionais e internacionais que se dividem entre shows, workshops, talks, painéis e hackathon. O conteúdo foi curado e produzido por uma equipe de quatro produtoras de audiovisual lideradas por profissionais pretos, são elas: Arroz Doce Produções, Oxalá Produções, Terra Preta Produções e A Rua Agradece.

Adriana Barbosa, criadora da Feira Preta e CEO da Pretahub explicou como os pilares do afrofuturismo e afropresentismo estarão presentes na programação e nas discussões propostas pelo Festival:

O afrofuturismo questiona quais espaços a população negra estará ocupando no futuro, os ambientes de pertencimento, pautas, estatísticas. Já o afropresentismo coloca nosso pé no chão para desenvolvermos com as ferramentas que temos hoje, o futuro que queremos alcançar. No momento atual, essa reflexão e estruturação são muito importantes.

#ExisteUmFuturoPreto

Como já é tradição, o afroempreendedorismo é a principal atração do Festival. Nesta edição ele será apresentado em 14 eixos: música, gastronomia, dança, teatro, hackathon – Game Jam, artes visuais, Stand Up, infantil, literatura, saúde & bem-estar, diálogos criativos, tecnologia & algoritmos, Patrimônio Imaterial e empreendedores negros. No novo formato, eles terão a oportunidade de apresentar e vender seus produtos online pelo marketplace do Mercado Livre.

Tendo como palco a Casa Natura Musical, já estão confirmadas as apresentações de Luedji Luna com a cantora britânica Anais, Tássia Reis, a segunda edição do Preta Jazz Festival, o Encontro dos Blocos Afros SP (Ilú Oba, Ilú Inã, Umojá e Zumbiido), e o show dos músicos refugiados da diáspora africana no África em nós.

Outro local que será base da programação ao longo dos 20 dias, é a Casa PretaHub. A partir de lá, serão transmitidos nas redes da Feira diálogos e trocas de conhecimento, talks e painéis com a participação de especialistas, estudiosos, pesquisadores e/ou convidados que possuem vivências e bagagens de vida para transmitir os aprendizados.

Videomapping, podcast e playlists personalizadas também integram a grade de atividades e ações realizadas pela Feira.

Os interessados podem acompanhar todas as programações pela hashtag #ExisteUmFuturoPreto e também pelo site do evento, acesse aqui.