James Hetfield (Metallica)
Foto: Jimmy Hubbard
 

Se você vem acompanhando a situação do Metallica, deve saber que James Hetfield passou por um período complicado que envolveu um retorno para clínicas de reabilitação para lutar contra vícios. Agora, Lars Ulrich falou sobre isso.

Em entrevista à revista So What! (via Loudwire), o baterista contou como descobriu da situação de James:

[Em Setembro de 2019], dois [ou] três dias depois [de ter feito o] S&M2, me contaram que o James tinha algumas questões, e que ele precisava ir lidar com isso, e ninguém naquele momento realmente sabia o que isso significava. Sabe, o que isso significaria para ele, o que significava para nós, o que significava para a nossa programação, todas essas merdas. Você só meio que senta ali, e obviamente seus primeiros pensamentos são, será que ele está bem? O que está rolando? E aí tivemos que mudar as datas da Austrália. E aí teve o show do ‘Helping Hands’ que foi alterado, e por aí foi. E você começa a entender melhor.

Ulrich ainda afirma que cada membro da banda leva uma vida pessoal bem distinta, mas que há uma união que fica clara pelo fato de que “estamos nessa a longo prazo”, e “cuidamos uns dos outros, vamos lutar um pelo outro”.

Lars Ulrich e futuro do Metallica

Ainda falando sobre o tema, Lars explica que os integrantes da banda “amam uns aos outros, acreditam uns nos outros”, e narra o restante desse processo de recuperação de James, que teve um final feliz:

É difícil para mim imaginar que todo mundo não estivesse sentindo meio que a mesma coisa, que era em primeiro lugar, ‘Como está o James? Ele está bem? Ele vai ficar bem? Ele vai encontrar as ferramentas, e vai encontrar o que ele precisa em seu caminho para a recuperação?’ E ao mesmo tempo, ‘Como eu me sinto sobre isso? Como a banda se sente sobre isso?’ e todas essas questões.

Mas um ano depois, aqui estamos, todos engajados. James está em um lugar muito saudável, a banda está em um lugar muito saudável, e obviamente a COVID teve um papel enorme em tudo isso. Tem sido um ano de foder a cabeça; eu estou sentado aqui em 16 de Outubro, eu me sinto confiante e empolgado sobre o estado da nação Metallica, e eu me sinto otimista com o que vem por aí.

Eu acho que somos melhores [em lidar com situações assim] do que éramos dez anos atrás; dez anos atrás nós éramos melhores nisso do que dez anos antes. Então é tudo parte do caminho para seguir em frente.

Aí sim! Vale lembrar que há constantemente rumores de que o grupo estaria preparando um novo disco, e torcemos muito para que seja o caso e que esse lugar saudável traga um trabalho excelente como resultado.

Metallica no Brasil

Em tempo, o Metallica recentemente remarcou suas apresentações no Brasil mais uma vez, e dessa vez sem uma data específica. Os shows que contariam com Greta Van Fleet Ego Kill Talent agora devem acontecer, “esperançosamente”, na reta final de 2021; saiba mais por aqui.

   
Compartilhar