Prêmio Multishow 2020
Créditos: Divulgação
 

Por Natalia Salvador

Assim como todas as frentes da música e do mundo em 2020, o Prêmio Multishow precisou se reinventar.  Para entender os bastidores de todo esse processo, assim como a forma como o prêmio foi pensado para 2020, o Fast Forward convidou Juliana Constantini, Gerente de Conteúdo Musical do Multishow e Canal Bis, e Guilherme Guedes, Jornalista e Apresentador dos canais, além de responsável pela interação com o Superjúri. Confira! 

Estrutura da apresentação precisou ser toda alterada por conta da pandemia do COVID-19

De acordo com Juliana, existiram muitas fases na pré-produção até entenderem que precisariam repensar o Prêmio Multishow completamente. “Tudo é muito novo e desconhecido no que a gente está vivendo. No início acreditávamos que até o final do ano já seria possível realizar o evento presencial, mas com o decorrer dos meses fomos entendendo a necessidade da realização do prêmio”, lembrou. Para ela a celebração da arte e da música são muito importantes nesse momento, já que muitos artistas entraram nas casas da população a fim de fazer a diferença. 

Com uma visão um pouco mais técnica, Guilherme afirmou que foi possível perceber uma baixa nos lançamentos esse ano já que muitos artistas e gravadoras preferiram adiar a divulgação de novos trabalhos. “Ao todo a gente conseguiu captar um panorama muito bacana da produção brasileira do último ano”, concluiu. À frente do Superjúri, o jornalista contou que o quadro foi completamente reformulado e gravado de forma remota. Por outro lado, a academia contou com aproximadamente de 500 profissionais do mercado para elegerem as indicações, número um pouco maior que a edição anterior. 

Convidados destacam a diversidade sonora nas indicações do Prêmio Multishow 2020

Para Guilherme, é difícil apontar uma tendência única entre os indicados, já que as fronteiras sonoras estão cada vez menores. “Nos anos 90 você tinha essa imagem das tribos e quem ouvia rock só ouvia rock, quem ouvia rap só ouvir rap e tinha todo um estilo de vida que girava em torno daquele estilo de som e hoje em dia as pessoas são mais ecléticas. Acho que é inclusive um reflexo da forma como a gente consome música nas plataformas digitais”, acrescentou.   

O Prêmio Multishow vai ao ar nesta quarta-feira, dia 11 de novembro, com apresentação de Paulo Gustavo, Tatá Werneck e Iza. A programação começa no Canal Bis, às 20h, e segue no Multishow, a partir das 21h15, com entrevistas remotas, show de aquecimento e mais! A premiação começa às 22h30, também no Multishow com nova dinâmica e shows espalhados por todo país! Para mais informações e a conversa completa, escute o episódio no link abaixo: