Peter Hook no mural de Ian Curtis em Manchester
Foto: Instagram @themancorialist
 

Peter Hook tem uma longa e influente carreira na música como baixista do New Order e com seu projeto solo, mas é claro que ele ainda é muito lembrado por sua participação no Joy Division.

Em uma nova entrevista, o cara relembrou esse período e falou justamente sobre o seu primeiro encontro com Ian Curtis, o lendário e saudoso vocalista da banda que faleceu em 1980.

A conversa foi com o Transmissions: The Definitive Story, podcast que fala justamente sobre esse período de sua vida, e o trecho em questão foi transcrito pela NME:

Eu conheci o Ian no Electric Circus [casa de shows]. Eu não consigo me lembrar em qual show foi. Pode ter sido no terceiro show dos Sex Pistols. Ele era fácil de encontrar, ele estava com uma donkey jacket com ‘HATE’ escrito nas costas em tinta laranja. Quando ele se virou, se alguém tivesse te mostrado a frente dele primeiro e dissesse o que você acha que esse cara tem escrito nas costas? Você falaria ‘Gatinhas… gatinhos?’, não ÓDIO em letras maiúsculas fluorescentes.

Ele era único e se destacava, digamos assim. Eu fui à sua casa que era em Stretford. Ele e Debbie estavam vivendo com a mãe ou avó do Ian na época, eles não tinham sua própria casa ainda… ou eles tinham se mudado pra lá temporariamente.

Ian me mostrou seu som e falou ‘Ei, você já ouviu esse novo disco do Iggy Pop? Saiu essa semana.’ Eu nunca tinha ouvido Iggy Pop antes. Ele tocou ‘China Girl’ daquele disco e eu achei ótimo, e me apaixonei na hora e pensei… esse é o cara.

E foi mesmo, né? Você pode ouvir essa entrevista inteira (em inglês) no vídeo ao final da matéria.

Peter Hook e Ian Curtis

Vale lembrar que, recentemente, Hook inaugurou um mural em homenagem ao ex-colega de banda e amigo. Veja mais sobre isso por aqui.