MC Cabelinho
Divulgação
 

Assim como MC Maneirinho, o MC Cabelinho também foi intimado pela polícia para depor por conta de uma acusação por “apologia ao consumo de drogas” e “quiçá em associação para o tráfico”, de acordo com nota oficial emitida pela assessoria de imprensa deste último.

A música que causou a confusão é “Migué”, parceria entre os dois, e foi um deputado do PSL — cujo nome não foi citado no comunicado à imprensa — quem protocolou a acusação, que já foi prontamente rebatida pela equipe jurídica do funkeiro.

Ele se disponibilizou para quaisquer esclarecimentos necessários na polícia, mas declarou em postagem no Instagram o que ele classifica como “uma denúncia política”, ressaltando o quanto é “impressionante como preto favelado quando faz sucesso pra essa gente só pode ser bandido”.

Resposta do MC Cabelinho

Em sua nota oficial, o MC Cabelinho ofereceu uma resposta que, além de tudo, promove uma reflexão sobre a realidade dos artistas do Funk no Brasil. Ele escreve:

Vocês querem que eu cante sobre o que? Em muitas das minhas letras falo mesmo o que eu vi e do rolê violento da vida de todo morador de comunidade. E podem ter certeza que, até onde puder, eu vou continuar fazendo a minha música assim. Prenderam Renan da Penha e querem me prender. Vão querer prender todo o favelado que consegue espaço e reconhecimento na sociedade.

Já na publicação feita na rede social, o funkeiro atenta para o fato de que essa realidade das comunidades é algo que o cerca desde moleque: “o Estado nunca me deu nada, pelo contrário, patrocina [há] décadas o genocídio do meu povo”, completa ao citar “o tráfico, a morte e o medo” que fazem parte da sua vida desde jovem.

Veja a postagem do artista clicando neste link ou ao final da matéria, juntamente com a canção que gerou a polêmica.

MC Maneirinho

Em entrevista ao Splash, Maneirinho também deu declaração parecida e citou até mesmo uma “perseguição ao funk”, ressaltando o fato de que aqueles que vieram antes dele — como o MC Catra Sapão — também tinham que lidar com essas situações.

Você pode conferir a resposta do MC Maneirinho por este link.

 

View this post on Instagram

 

FÉ!! NÃO VÃO ME CALAR! HOJE VIM PRESTAR DEPOIMENTO NA DELEGACIA, FUI INTIMADO PORQUE TÃO ME INVESTIGANDO POR “APOLOGIA AO CRIME”, UMA DENÚNCIA POLÍTICA, FEITA POR UM DEPUTADO DO PSL, É IMPRESSIONANTE COMO PRETO FAVELADO QUANDO FAZ SUCESSO PRA ESSA GENTE SÓ PODE SER BANDIDO. NASCI EM COMUNIDADE, CRESCI EM COMUNIDADE, O TRÁFICO, A MORTE E O MEDO ME CERCAM DESDE QUE EU ERA MOLEQUE. O ESTADO NUNCA ME DEU NADA, PELO CONTRÁRIO, PATROCINA A DÉCADAS O GENOCIDIO DO MEU POVO, DA ONDE EU VIM, EXISTE UMA “AGATHA” E UM “JOÃO PEDRO” NÃO NOTICIADOS POR SEMANA. AGORA ME DIZ, SERÁ QUE ELES QUEREM MESMO ACABAR COM ESSA GUERRA? PORQUE O CAMINHO É FÁCIL, EDUCAÇÃO, OPORTUNIDADE, EMPREGO, DIGNIDADE, A MAIORIA DAS PESSOAS NÃO VIRA BANDIDO PORQUE QUER, VIRAR BANDIDO NÃO É CARREIRA, É ASSINAR SENTENÇA DE MORTE, VIRA BANDIDO, EM SUA MAIORIA, QUEM NÃO AGUENTA MAIS VER A MÃE SENDO HUMILHADA PELA PATROA, O FILHO PASSANDO FOME, O PAI MORRENDO NA FILA DO SUS, POUCOS VIRAM BANDIDO ACHANDO QUE VÃO FICAR RICOS, QUEM FICA RICO DE VERDADE COM O TRÁFICO TA MAIS PERTO DE BRASÍLIA E DAS PESSOAS QUE DENUNCIAM FAVELADOS COMO EU DO QUE DA FAVELA, PODE TER CERTEZA… AGORA, QUER QUE EU CANTE SOBRE O QUE? QUE EU FALE SOBRE O QUE? EM MUITAS DAS MINHAS LETRAS RETRATO O QUE EU VI E VIVI, O COTIDIANO VIOLENTO DA VIDA DE TODO MORADOR DE COMUNIDADE, E PODE TER CERTEZA QUE ATÉ QUANDO EU PUDER VOU CONTINUAR FAZENDO ISSO. PRENDERAM RENAN DA PENHA, QUEREM ME PRENDER, VÃO QUERER PRENDER TODO FAVELADO QUE, CONTRARIANDO A ESTATÍSTICA, CONSEGUE ESPAÇO E RECONHECIMENTO DA SOCIEDADE, O QUE ELES QUEREM DE VERDADE É PRENDER O QUE A GENTE REPRESENTA, O PRETO FAVELADO QUE CRESCE NA VIDA E COMEÇA A TOMAR DE VOLTA O LUGAR QUE SEMPRE FOI NOSSO POR DIREITO. #FOGONOSRACISTAS

A post shared by FÉ (@mccabelinho) on

 
Compartilhar