Ouça playlist com clássicos do Rock!  

No próximo dia 24 de Outubro, um Sábado, realizaremos o Vans Apresenta: Festival Tenho Mais Discos Que Amigos! e Powerline.

Como o nome deixa bem claro, a ideia é uma parceria entre esse site que você está lendo, a produtora Powerline e a marca Vans.

No line-up do evento estarão 29 artistas e bandas, entre nomes nacionais e internacionais, e você poderá assistir à transmissão no canal de YouTube do Tenho Mais Discos Que Amigos!

Inclusive, não se esqueça de ativar o lembrete do início da transmissão para ser notificado do seu início, clicando aqui.

Bandas do Line-Up

Há alguns dias nós fizemos um primeiro especial com dez bandas da escalação que você deveria conhecer e agora damos sequência apresentando mais nove dos nossos nomes.

Bora conhecer muita música boa?

LEIA TAMBÉM: 10 bandas do Festival TMDQA! + Powerline que você deveria conhecer

Laura Jane Grace

Laura Jane Grace
Foto por Alexa Viscius

A incrível Laura Jane Grace é conhecida como líder da banda punk Against Me!, na estrada desde 1997.

Quando a banda veio ao Brasil em 2018, foi a Powerline quem os trouxe e não apenas promoveu a turnê como também realizou shows da carreira solo da artista ao lado dos Devouring Mothers.

Além disso, a autobiografia de Laura, Tranny, foi lançada pela Powerline em português no Brasil.

No Festival, ela fará uma apresentação curta porém contundente, registrada no meio do processo todo de gravação do seu disco solo surpresa, Stay Alive, lançado em 01 de Outubro.

 

BABY

Luê e Mateo no projeto BABY

BABY foi o nome escolhido pelo casal formado por Luê e Mateo (Francisco, el Hombre) para batizar um projeto conjunto.

Aqui, os dois apresentam canções de suas carreiras originais e de nomes que os cercam, como “Triste, Louca ou Má” da Francisco, el Hobre e “Sexo de Manhã”, do Sebastianismos, projeto de Sebastián Piracés-Ugarte, irmão de Mateo.

Tá tudo em casa!

 

Ekena

Ekena
Crédito: Guilherme de Campos

A talentosíssima artista brasileira Ekena usa suas músicas como uma verdadeira ferramenta de transformação social.

Com uma ligação muito forte ao feminismo, entoa frases como “Mulher, a culpa que tu carrega não é tua / Divide o fardo comigo dessa vez / Que eu quero fazer poesia pelo corpo / E afrontar as leis que o homem criou pra dizer” em canções como “Todxs Putxs”.

Vale demais prestar bem atenção!

 

E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante

E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante
Foto por Caê Oliveira

Com esse nome facilmente identificável, a banda paulistana faz música instrumental das boas já há alguns anos.

O grupo foi uma das atrações do festival Lollapalooza Brasil em 2019 e seu show é sempre uma explosão de energia inconfundível, digna dos grandes palcos.

No Vans Apresenta: Festival Tenho Mais Discos Que Amigos! e Powerline, a banda irá apresentar uma performance belíssima e exclusiva, em ambientes tão incríveis quanto a sua sonoridade.

Fiquem ligados!

 

Taking Back Sunday

Adam Lazzara, do Taking Back Sunday
Foto: Wikimedia Commons

Fundada em 1999, a banda norte-americana Taking Back Sunday fez história na cena do rock alternativo principalmente como um dos grandes nomes do Emo no início dos Anos 2000.

Discos como a estreia com Tell All Your Friends (2002) e Louder Now (2006) são verdadeiros clássicos do gênero e colocaram o grupo que veio ao Brasil em 2019 pela Powerline como verdadeiros ícones de uma época marcante para o Rock.

 

Ego Kill Talent

Ego Kill Talent
Foto por Lucca Miranda

Contando com músicos pra lá de experientes que têm seus nomes associados a bandas como Reação em Cadeia e Sepultura, o Ego Kill Talent é um conjunto muitíssimo bem alinhado de músicos que alternam funções entre si nas gravações e nos palcos.

No quinteto, há vários momentos em que o baixista vai pra guitarra, o baterista vai pro baixo, e as regras são poucas a não ser a vontade de fazer Rock And Roll alto e potente.

Em 2020 o grupo iria abrir os shows do Metallica no Brasil e excursionaria pela Europa e pelos EUA para divulgar um disco gravado em 2019 nos estúdios 606, do Foo Fighters.

O álbum foi dividido em partes e a primeira, The Dance, já está nas plataformas digitais.

 

Romero Ferro

Romero-ferro-foto
Foto: Divulgação

Do outro lado do espectro musical temos o talentoso artista Romero Ferro.

Se a banda anterior é conhecida pelo peso, Romero mostra suas ideias, convicções e influências com muito ritmo em canções pop dançantes repletas de elementos que dão uma identidade própria ao projeto.

É uma baita pedida pra se esquecer um pouco do mundo e se divertir!

 

Violet Soda

Violet Soda - Charlie

Figurinha frequente aqui na casa, o quarteto paulistano Violet Soda lançou um disco incrível ao final do ano passado.

O álbum veio acompanhado de um show de lançamento histórico em São Paulo e, após abrir a apresentação da Pitty na cidade também em 2019, o grupo foi conquistando um público cada vez maior com sua mistura de Punk, Grunge e Rock Alternativo que nos remete aos Anos 90 como uma verdadeira máquina do tempo.

Não dá pra perder!

 

Colligere

Colligere

Por falar em Rock And Roll, Colligere é uma banda paranaense que conquistou o status de ícone do hardcore nacional e há alguns anos fazia o underground estremecer com letras afiadíssimas e questionamentos sociais importantes em suas canções.

De volta à ativa, teremos a chance de presenciar uma nova fase interessantíssima para um dos nomes mais bacanas do hardcore brasileiro.