Tony Iommi e disco solo recheado de participações
Fotos via Wikimedia Commons
Ouça nova versão do disco ao vivo do Pink Floyd!  

Os anos 90 foram difíceis para o Black Sabbath. Tanto que, em 2000, Tony Iommi resolveu começar a década com um passo até então inédito para si: lançar um disco solo.

Apesar de já ter feito algo semelhante com Seventh Star em 1986, aquele álbum ainda foi lançado como parte da discografia do Sabbath apesar de só contar com Iommi como integrante original. Dessa vez, ele abraçou a nova identidade na hora de lançar o apropriadamente nomeado Iommi.

Constantemente esquecido em meio a tantos grandes trabalhos do guitarrista e de sua banda, o disco de 2000 é um dos mais interessantes de sua carreira. Talvez não musicalmente, ainda que seja bem bom, mas sem dúvidas pela imensa quantidade de colaboradores incríveis que esteve por lá.

Se você ainda não conhece ou se quiser relembrar, vem com a gente em uma viagem por cada uma das músicas e suas respectivas escalações logo abaixo!

“Laughing Man (In the Devil Mask)”

Com Henry Rollins (Black Flag) no vocal, Terry Phillips (Asphalt Ballet) no baixo e Jimmy Copley (Jeff Beck, Manfred Mann’s Earth Band) na bateria.

“Meat”

Com Skin (Skunk Anansie) no vocal, Martin “Ace Kent” (Skunk Anansie) nas guitarras adicionais, Bob Marlette (Ozzy Osbourne, Alice Cooper) no baixo e John Tempesta (Exodus, Testament, White Zombie) na bateria.

“Goodbye Lament”

Com Dave Grohl (Foo Fighters, Nirvana) no vocal e bateria, Brian May (Queen) na guitarra adicional e Laurence Cottle (Black Sabbath) no baixo.

“Time Is Mine”

Com Phil Anselmo (Pantera) no vocal, Laurence Cottle no baixo e Matt Cameron (Pearl Jam, Soundgarden) na bateria.

“Patterns”

Com Serj Tankian (System of a Down) no vocal, Laurence Cottle no baixo e Jimmy Copley na bateria.

“Black Oblivion”

Com Billy Corgan (Smashing Pumpkins) no vocal, baixo e guitarra adicional e Kenny Aronoff (John Mellencamp, Smashing Pumpkins, etc.) na bateria.

“Flame On”

Com Ian Astbury (The Cult) no vocal, Brian May na guitarra adicional, Laurence Cottle no baixo e Matt Cameron na bateria.

“Just Say No to Love”

Com Peter Steele (Type O Negative) no vocal e baixo, Laurence Cottle no baixo e Matt Cameron na bateria.

“Who’s Fooling Who”

Com Ozzy Osbourne no vocal, Laurence Cottle no baixo e Bill Ward (Black Sabbath) na bateria.

“Into the Night”

Com Billy Idol no vocal, Ben Shepherd (Soundgarden) no baixo e Matt Cameron na bateria.