Como escrever o release ideal
   

Um dos principais pontos para você divulgar o trabalho da sua banda ou a carreira como artista é escrever um bom release. É através desse material que você fará contato com veículos de imprensa, produtores de conteúdo e influenciadores, e principalmente: poderá passar as mensagens por trás de tudo que faz e gostaria de comunicar.

Pense com a gente: se você entra em contato com um veículo de imprensa para mostrar o trabalho da sua banda, é interessante que dê informações para que o recipiente possa escrever a respeito assim que recebeu o material, já com fotos, textos e links pertinentes. Se esse release é bem feito e enviado logo de cara, as chances aumentam de que seu projeto ganhe espaço, já que não haverá outras trocas de e-mails tirando dúvidas, pedindo novos formatos, etc.

Como fazer um release

Nós sabemos que as dúvidas em torno de como escrever um release são frequentes e, na nossa opinião, o mais importante é ter um material bem resumido e que vá direto ao ponto.

Sendo assim, o modelo mais eficiente de release tem a estrutura de Título + Subtítulo + Imagem + Texto + Links de Contato. Algo nessa linha:

Banda Tenho Mais Discos irá lançar EP voltado à psicodelia em 2020
Grupo gravou primeiro clipe da carreira há três meses em Minas Gerais

[FOTO]

[TEXTO, no máximo 6 parágrafos]

Links de Contato:
– Link Útil 1
– Link Útil 2
– Link Útil 3

Para finalizar, acrescente fotos complementares compartilhadas por algum serviço como o Google Drive, que não irá impactar na caixa de entrada da pessoa.

Menos é Mais!

Victor Meira, músico da banda Bratislava, conduz no próprio canal da banda o programa Bratipapo. Ele falou a respeito disso no episódio #23 da série, e foi além. O músico considerou fases do artista/banda para contemplar na hora de confecção do seu release, e montou alguns cenários.

Somando com opiniões de outras pessoas do meio, fica bastante claro que é importantíssimo entender qual é o foco da comunicação: se a ideia é apresentar a banda, ela deve ser o mais importante no texto, mas se o objetivo é divulgar um Clipe, EP, Disco ou algum outro marco importante, este deve ser o ponto central de tudo, deixando claro que o momento que a banda vive é dedicado a ele.

MODELO 1 DE RELEASE – Bandas com apenas 1 material oficial lançado, ainda começando botar o pé na estrada

Título e Subtítulo
A [característica 1] e a [característica 2] da [nome da banda]
Banda de [nome da cidade] traz influências de [gênero 2] para o [gênero principal da banda].

Parágrafo 1: Apresentação geral, com nome, local, gênero musical, trabalho lançado

[nome da banda (estilo musical, cidade-estado)] começou suas atividades em (ano) e em (ano) lança seu primeiro álbum/EP [nome da obra, ano], que busca referências em gêneros como (gênero 1, o gênero 2 e o gênero 3), trazendo influência de bandas como (banda 1, banda 2 e banda 3).

Parágrafo 2: Ênfase no álbum/EP

[nome do álbum] tem como assunto principal o (assunto principal). A temática está presente nas letras das canções, em trechos como: “inserir verso / inserir verso / inserir verso”, na canção (nome da canção) ou em “inserir verso / inserir verso / inserir verso”, na canção (nome da canção). Fechar o parágrafo falando do porque esses assuntos são urgentes, ou porque eles são importantes para o compositor, para a banda. Às vezes vão ser mensagens sociais/políticas, outras vão ser ecos da infância ou mesmo ideais filosóficos que a banda cultiva.

Parágrafo 3: Detalhes técnicos e informações secundárias

As canções foram gravadas no estúdio (nome do estúdio) entre os meses de (mes e mes), na cidade de (nome da cidade), e quem assina a produção é (nome do produtor). A banda pode ainda citar quem fez a mix e a master do disco, artes gráficas, fotos de divulgação e quem mais estiver envolvido na obra.

Parágrafo 4: Formação completa, atividades atuais e detalhes finais

(nome da banda) é formada por (músico 1, instrumento), (músico 2, instrumento), (músico 3, instrumento) e (músico 4, instrumento). Atualmente, os músicos circulam apresentando o (nome do álbum/EP), enquanto já rascunham canções para um próximo trabalho. Você encontra a banda nas redes sociais como @(nome do perfil de insta), youtube.com/(nomedocanal) e facebook.com/(fanpage).

MODELO 1 APLICADO

A poesia e a energia introspectiva da Bratislava
Banda da capital paulista traz influências de música cigana para o rock alternativo

A Bratislava (rock alternativo, São Paulo – SP) começou suas atividades em 2010 e em 2011 lança seu primeiro EP, Longe do Sono, que busca referências em rock progressivo, música cigana e ritmos brasileiros, trazendo influência de bandas como Los Hermanos e Gogol Bordello.

Longe do Sono tem como assunto principal o questionamento entre vida, sonho e morte. A temática está presente nas letras das canções, em trechos como “Daqui a cem anos / quem vai estar aqui?” na canção Mudança, ou em “De manhã / a madrugada é ave morta na calçada” na faixa que abre o EP, “Matinal”. As letras buscam essa intersecção entre o sono passageiro e o sono eterno, a linha fina entre o sonho e o nada. Seria a morte, como sugere Platão na Apologia de Sócrates, o fim de tudo, um eterno sono sem sonhos? Seriam as nossas noites sem sonhos pequenas degustações do que é a morte?

As canções foram produzidas pela própria banda e gravadas nos estúdios C4 e Paulo B, em São Paulo, entre junho e setembro de 2011. Quem assina a mix e a master do trabalho é o produtor Adam Matschulat. As artes e ilustrações do encarte foram feitas em nanquim e aquarela por Victor, vocalista da banda.

A Bratislava é formata por Victor Meira (baixo, vocais), Alexandre Meira (guitarra, vocais) e Sophian Ferey (bateria). Atualmente, os músicos circulam pelo estado apresentando as canções do EP Longe do Sono enquanto já rascunham as canções que vão estar em seu disco de estreia. Você encontra a banda no instagram como @bratislavabr e no youtube youtube.com/bratislavabr

MODELO 2 DE RELEASE – Bandas com mais de 1 material oficial lançado e alguns shows de destaque

Título e Subtítulo
[nome da banda]: [característica 1] e [característica 2]
[sonoridade/influência/característica] marca nova fase da banda [de onde a banda vem]

Parágrafo 1: Apresentação geral, com nome, local, gênero musical, trabalhos lançados e shows importantes

[nome da banda (estilo musical, cidade-estado)] começou suas atividades em (ano) e, de lá pra cá, lançou os álbuns/EPs [nome da obra, ano] e [nome da obra (ano)]. Gêneros como o (gênero 1, o gênero 2 e o gênero 3) marcam a estética musical da banda, que já se apresentou em diversas cidades pelo país, com passagem por festivais como (festival 1, festival 2 e festival 3).

Parágrafo 2: Ênfase no trabalho mais recente

[nome do álbum], seu trabalho mais recente, tem como assunto principal o (assunto principal). A temática está presente nas letras das canções, em trechos como: “inserir verso / inserir verso / inserir verso”, na canção (nome da canção) ou em “inserir verso / inserir verso / inserir verso”, na canção (nome da canção). Fechar o parágrafo falando do porque esses assuntos são urgentes, ou porque eles são importantes para o compositor, para a banda. Às vezes vão ser mensagens sociais/políticas, outras vão ser ecos da infância ou mesmo ideais filosóficos que a banda cultiva.

Parágrafo 3: Detalhes técnicos e informações secundárias

O disco tem a participação especial de (nome do artista, nome da banda), que divide vocais com (vocalista da banda) na faixa (nome da faixa). As canções foram gravadas no estúdio (nome do estúdio) entre os meses de (mes e mes), na cidade de (nome da cidade), e quem assina a produção é (nome do produtor). A banda pode ainda citar quem fez a mix e a master do disco, artes gráficas, fotos de divulgação e quem mais estiver envolvido na obra.

Parágrafo 4: Formação completa, atividades atuais e detalhes finais

(nome da banda) é formada por (músico 1, instrumento), (músico 2, instrumento), (músico 3, instrumento) e (músico 4, instrumento). Atualmente, os músicos circulam apresentando seu álbum mais recente, (nome do álbum), enquanto já rascunham canções para um próximo trabalho. Você encontra a banda nas redes sociais como @(nome do perfil de insta), youtube.com/(nomedocanal) e facebook.com/(fanpage).

MODELO 2 APLICADO

Bratislava: arranjos explosivos e crítica social
A sonoridade cortante das canções marca a nova fase da banda paulistana

A Bratislava (rock alternativo, São Paulo – SP) começou suas atividades em 2010 e, de lá pra cá, lançou os álbuns Carne (2012), Um Pouco Mais de Silêncio (2015) e Fogo (2017). Gêneros como o rock alternativo, o progressivo e o spoken word marcam a estética musical da banda, que já se apresentou em diversas cidades pelo país, com passagem por festivais como Lollapalooza, Festival DoSol, CoMA e Bananada.

Fogo, seu trabalho mais recente, tem como principal assunto o sonho. A temática está presente desde o título de canções, como “Sonhando”, às narrativas fantásticas como a de “Trancado”, que conta a história de um sonho que quer visitar uma pessoa que dorme, mas não consegue entrar – uma espécie de Morfeu ignorado. A temática do sonho é o assunto mais recorrente de toda a discografia da banda, presente em muitas das canções compostas ao longo dos 10 anos de carreira do grupo.

O disco tem participação especial dos músicos brasilienses Gustavo Bertoni (Scalene) nos vocais de “Enterro” e Aloízio Michael nas guitaras de “Dança de Doido”. As canções foram gravadas nno estúdio Family Mob, em São Paulo, entre os meses de janeiro e abril de 2017. Quem assina a produção é Hugo Silva e a mix é de Adam Matschulat. A capa do disco é do artista visual Penabranca.

Bratislava é formada por Victor Meira (vocal e sintetizadores), Zé Roberto (baixo), Jonas Andrade (guitarra) e Lucas Felipe Franco (bateria). Atualmente os músicos circulam apresentando as canções do álbum Fogo enquanto já rascunham canções para seu quarto disco. Você encontra a banda no instagram como @bratislavabr e no youtube youtube.com/bratislavabr

O Que Não Fazer em um Release

Além de saber o que é mais importante fazer na hora de montar um release, também é importante evitar algumas questões que podem impedir o contato logo de cara.

Compilamos algumas delas aqui:

  • Se for disparar para vários endereços, sempre usar a função “Cópia Oculta”
  • O ideal é mandar mensagens customizadas e entender seu alvo, mas se você for disparar “em lote”, não se esqueça de conferir nomes de pessoas e veículos
  • Não anexe vários arquivos para entupir a caixa de e-mail do destinatário. Prefira fotos, textos, etc compartilhados em serviços na nuvem, mandando o link
  • Teasers não costumam funcionar bem para os veículos. Mande produtos finalizados, cheios, sobre os quais as publicações poderão escrever e já colocar no ar.
  • Não se alongue em temas que não estão diretamente ligados ao principal teor da comunicação, seja ele um EP, um Clipe, um Disco. Novamente: seu produto principal deve ser o foco da conversa.

Este texto foi uma colaboração entre Tony Aiex (também do curso online Música Como Profissão), Victor Meira, Nathalia e Daniel Pandeló (ambos da assessoria Build Up), Cainan Willy (Cavaca Records), Elson Barbosa e Rafael Chioccarello (Hits Perdidos).