Tamarindus
Crédito: Jonathan Fernandes
   

O duo carioca Tamarindus, formado por Gabriel Nascimento e Karinne Almeida. lançou no YouTube o clipe da música “Tamarineira”.

A faixa traz a participação especial do ex-baterista da Natiruts, Pedro Mamede, e o vídeo foi dirigido pelo próprio vocalista junto com John Fernandes.

As imagens exploram as belas paisagens do Rio de Janeiro, com a presença em cena da dupla e da atriz Tayane Castro.

A canção critica o atual momento de polarização política no país, com posições extremas de diferentes correntes ideológicas.

“Poucos querem escutar o que o outro lado tem a dizer. Assim, as pessoas têm se tornado cada vez mais intolerantes. Nós advertimos para isso à medida que trazemos uma mensagem otimista. Quem semeia amor, empatia e respeito, colhe gratidão e equidade,” afirma Gabriel, que também é violinista.

Na ativa desde 2017, o duo se inspira em nomes populares como Nando Reis, Suricato e Jason Mraz. “Essas influências nos ajudaram a encontrar um mood enérgico para a música – o que super combinou com a letra good vibes. Essa é a alma do nosso projeto,” conta Karinne.

A Tamarindus lançou no ano de sua estreia o EP Músicas das 17:17 e o single “Bons Ventos”, e em 2019 saíram as faixas “Plena” e “Fiz Uma Música pra Ela”.

Luke Rizzo

Luke Rizzo
foto: reprodução

O trio paulista Luke Rizzo liberou nas plataformas de streaming o clipe feito para a faixa instrumental “Holy?Would?”.

O vídeo gravado em Los Angeles apresenta estética que mistura elementos presentes nos games de fliperama, a agitação da cidade americana, tanto de dia quanto à noite, e ensaios no estúdio.

O material foi dirigido por Luiz Mabam e produzido por Cley Arts. Além de Luke, a banda é formada por Adriano Bortoleto e Wendel Dima.

Chico Frandoloso

Chico Frandoloso
foto: reprodução

O cantor e compositor Chico Frandoloso divulgou nas plataformas digitais o primeiro single de sua carreira solo, “Deixa a Luz Entrar”.

“Essa música é uma resposta aos tempos difíceis que temos passado. Somos protagonistas da nossa história e cabe a cada um ter uma visão otimista e esperançosa em meio ao caos. Tento nesta canção passar um pouco disso. Sem sensacionalismo, mas com muito otimismo e certeza que logo ali tudo pode melhorar”, comenta Chico, que fez o lançamento através do selo Habrok Music.

Vocalista da banda General BoniMores, Frandoloso em breve vai divulgar o clipe da faixa e também lançar novas parcerias.

Conexão Vibration

Conexão Vibration
foto: divulgação

O grupo potiguar Conexão Vibration liberou o clipe da canção “Resistir”, feita em parceria com BIORKI.

O vídeo foi dirigido pela Tx Fotografias e faz parte do catálogo do selo Habrok Music. As cenas foram gravadas em uma pista de skate onde a banda toca e praticantes circulam ao redor, batendo muita cabeça.

“Falamos nesta música sobre verdade, alívio e também sobre a revolução dentro de cada um de nós. Em sair da zona de conforto e se mover em prol do outro, ainda mais em um momento como o que passamos na sociedade,” define o vocalista Juninho Vibration.

A música será incluída em um EP conceitual ainda sem título que será lançado em breve.

Xavier

Xavier
foto: Patrícia Araújo

O músico e compositor cearense Xavier divulgou nas plataformas digitais a mixtape Mormaço.

O material, lançado através do selo Índigo Azul, apresenta quatro canções e uma delas, “Temporal”, feita em parceria com Allen Alencar, ganhou clipe no YouTube.

O vídeo foi dirigido e editado pelo próprio Xavier, tratando-se de registros pessoais de viagens trocados entre os dois artistas.

“Essa pluralidade me remete à memória das fitas K7 que eu escutava no interior do Ceará, que comprava nas feiras do Cariri ou encomendava no estilo que eu queria escutar naquele momento. É uma ideia que faz alusão às produções contemporâneas caseiras e de guerrilha, compartilhadas entre amigos pelas redes e plataformas de streaming,” comenta Xavier, que tem 15 anos de trajetória e também é educador, multi-instrumentista e produtor musical.

“Mormaço é o clima quente e úmido que precede a chuva, é o espaço em que o tempo pode virar e mudar as coisas de lugar. É suor, é dançante, carrega espuma de mar, melancolia de sertão e prazer de verão. É sobre um novo tempo, de transformações, espiritualidade, prazer e lisergia, o amor e suas contradições,” completa o músico radicado em São Paulo há quase duas décadas.