Parcerias entre Pop, Rock e Metal
Fotos via Reprodução/YouTube
   

Nos últimos dias, a internet falou muito sobre dois artistas que, à primeira vista, pouco têm a ver: Pabllo Vittar Angra.

Acontece que a cantora Pop se mostrou fã da banda de Metal e isso fez com que muita gente já começasse a especular algumas possibilidades, ainda mais depois que o grupo responsável por hits como “Carry On” e “Nova Era” respondeu a publicação de Vittar de maneira bem-humorada.

Enquanto a gente espera qualquer confirmação de que algo vai rolar — quem sabe um feat ou uma cover de algum dos dois —, resolvemos montar uma lista relembrando 10 encontros improváveis entre esses mundos tão diferentes mas ao mesmo tempo mais próximos do que muitos imaginam.

Confira a nossa lista a seguir e avise se tivermos esquecido de alguma parceria icônica!

LEIA TAMBÉM: 10 vezes em que Pabllo Vittar mostrou seu amor pelo Punk e Heavy Metal

Alice in Chains e Elton John – “Black Gives Way to Blue”

Sem dúvidas a participação mais discreta dessa lista, Elton John participou da emocionante “Black Gives Way to Blue”, uma espécie de despedida de Jerry Cantrell para o saudoso Layne Staley.

Escolha quase óbvia para a faixa, Elton ajuda a embelezar ainda mais esse tributo incrível ainda que de forma sutil. É para colocar lágrimas nos olhos de qualquer um.

Angra e Sandy – “Black Widow’s Web”

Sempre pioneiros em transgredir as barreiras de gêneros musicais, os caras do Angra não pensaram duas vezes antes de convidar Sandy para participar de uma de suas canções mais próximas do Gótico, e o resultado ficou ótimo. Sem perder o costume, a banda ainda convidou a incrível Alissa White-Gluz (Arch Enemy) para fechar o pacote.

Vale lembrar ainda que o ex-vocalista Edu Falaschi também já pulou essa barreira quando se uniu a Daniel Diau (Calcinha Preta) para um medley entre “Bleeding Heart” e “Agora Estou Sofrendo” — por isso, não seria de assustar ninguém um feat com Pabllo Vittar!

Beyoncé e Jack White – “Don’t Hurt Yourself”

O aclamadíssimo disco Lemonade elevou a já incrível Beyoncé a outro patamar, e parte disso aconteceu justamente por conta da parceria com Jack White. “Don’t Hurt Yourself” é digna de entrar entre as melhores canções de Rock da década — honestamente, pagaríamos caro para ver um disco completo dessa dupla!

Billy Idol e Miley Cyrus – “Rebel Yell”

Durante o festival da iHeartRadio em 2016, Billy Idol trouxe Miley Cyrus como convidada surpresa na hora de apresentar o clássico “Rebel Yell”. Totalmente caracterizada, a artista surpreendeu e mostrou um talento para o Rock que hoje ela vem explorando mais do que nunca, inclusive lançando recentemente covers de “Heart of Glass” (Blondie) e “Maneater” (Hall & Oates).

Foo Fighters e Rick Astley – “Never Gonna Give You Up”

Dono do enorme hit Pop “Never Gonna Give You Up”, Rick Astley aceitou a missão maluca de entrar no palco minutos após conhecer os Foo Fighters no camarim de um show no Japão e fazer um medley de seu maior sucesso com “Smells Like Teen Spirit”, do Nirvana.

O resultado ficou absolutamente sensacional e a performance já chegou a ser repetida algumas vezes!

Ke$ha e Iggy Pop – “Dirty Love”

Uma das maiores influências para o disco Warrior (2012) de Ke$ha foi Iggy Pop, e não é que a cantora conseguiu que o próprio cara participasse de uma faixa? A escolhida foi “Dirty Love”, que é o ponto do álbum em que a influência do Garage Rock fica mais clara.

Por outro lado, a música foi lançada em outra versão com clipe (e maior sucesso) sem a participação de Iggy. Ué?

Metallica e Lady Gaga – “Moth Into Flame”

Apesar dos problemas técnicos com o microfone de James Hetfield, a lendária banda de Metal mostrou que dava pra encaixar muito bem a voz de Lady Gaga na pancada “Moth Into Flame”, gerando uma versão incrível da canção de Hardwired.. to Self-Destruct e abrindo portas para mais parcerias do tipo.

Michael Jackson e Eddie Van Halen – “Beat It”

É claro que não poderia faltar uma das maiores e primeiras parcerias do tipo, que aconteceu entre Michael Jackson e o já saudoso Eddie Van Halen em “Beat It”. Um solo como o que EVH fez era novidade até mesmo dentro da música pesada da época, quanto mais em uma canção Pop!

Dois revolucionários, sem dúvidas.

Post Malone e Ozzy Osbourne – “Take What You Want”

Segundo o próprio Ozzy Osbourne, o rapper Post Malone pode ser creditado como responsável por tirá-lo de uma quase-aposentadoria em questão de compor inéditas. O resultado disso foi “Take What You Want”, que abriu caminho para uma parceria com o produtor Andrew Watt que culminou no disco Ordinary Manno qual Posty também participa na faixa “It’s a Raid”.

E vem mais por aí!

Slash e Fergie – “Beautiful Dangerous”

Em seu primeiro disco solo, Slash chamou uma série de convidados e entre eles estavam várias lendas do Rock, como Lemmy Kilmister Ozzy Osbourne. Acontece que, em meio a tudo isso, a canção que mais se destacou acabou sendo a sensacional “Beautiful Dangerous”, parceria com Fergie, do Black Eyed Peas.

Vale lembrar ainda que Fergie também convidou Slash para participar do show do BEP no Super Bowl XLV, onde eles apresentaram a clássica “Sweet Child O’ Mine”. Veja por este link.