Milo Aukerman (Descendents)
Divulgação
   

Milo Aukerman, líder do Descendents, resolveu abandonar alguns de seus “princípios” para fazer um EP totalmente dedicado a criticar o atual presidente dos EUA Donald Trump.

Para isso, o cara usou um “guitalele”, uma espécie de ukulele que ele já havia demonstrado em uma cover de “Hope”, clássico do Sublime, e justamente por isso se sentiu inspirado para compor mais.

Três dessas novas faixas chegaram nesse EP, intitulado 45…not a LP, em um trocadilho que diz ao mesmo tempo que um disco de 45rpm não deve ser considerado um LP e que o 45º presidente dos EUA (Trump) não é um “legítimo presidente”.

As canções são intituladas “On You”, “Hindsight 2020” e “Royal Flush” (com participação de Rotten James Dio) e todas têm um tom explicitamente político, algo que Milo avisou em comunicado à imprensa (via BrooklynVegan) que sempre evitou durante sua carreira mas se viu obrigado a abraçar agora:

Eu passei a maior parte da minha vida Punk Rock evitando a tentação de escrever músicas políticas; sempre me pareceu que a política é o assunto óbvio do Punk e portanto não me interessava. Infelizmente, após a eleição presidencial de 2016 dos EUA eu me encontro virtualmente incapaz de escrever músicas sobre qualquer outra coisa.

Se você acredita, como eu, que 45 não é um LP, nós TODOS precisamos VOTAR para fazer isso ser realidade. Só aí nós podemos esperar um retorno à sanidade, uma virada de página. Essas músicas são minhas tentativas pessoais de virar a página no nosso pesadelo nacional… se ao menos eu pudesse fazer virar realidade através da música.

Você pode ouvir as três faixas de RebUke logo abaixo. O trabalho será lançado também em vinil pela Fat Wreck Chords, e você pode fazer a pré-compra por este link.

Milo Aukerman – RebUke

 
Compartilhar