Músicos devem procurar outro emprego na pandemia, diz chanceler britânico
Foto stock via Pixabay
   

A vida definitivamente não está fácil para os músicos durante essa quarentena, e o governo do Reino Unido não parece muito preocupado em resolver o problema.

O chanceler Rishi Sunak falou à ITV News (via Mixmag) sobre a situação complicada do momento e reforçou que a prioridade é “criar novas oportunidades para as pessoas”:

Eu não posso fingir que todo mundo pode fazer exatamente o mesmo trabalho que estavam fazendo no começo dessa crise. Minha simples mensagem é que estamos tentando fazer o máximo que podemos para proteger quantos empregos pudermos. […] Três quartos de milhão de pessoas já perderam seus empregos, sabemos disso, e esse número provavelmente vai aumentar.

Colocamos muitos recursos extras na tentativa de criar novas oportunidades para as pessoas.

Em resposta a isso, o entrevistador questionou se isso não significaria que são empregos diferentes — ou seja, as pessoas teriam que trocar suas ocupações em virtude da pandemia, algo que afetaria principalmente as áreas que têm menos trabalhos nesse momento, como a música.

O jornalista pressionou:

Nós somos um país que criou tantos músicos e artistas e atores fabulosos, e você está efetivamente dizendo ‘eu sei que é difícil, mas talvez seja hora de procurar outro emprego’.

O chanceler não respondeu com muita clareza, mas sugeriu que a solução buscada pelo governo é realmente por aí, uma vez que as coisas “não podem mais acontecer exatamente como aconteciam antes” e “todo mundo está encontrando maneiras de se adaptar e se ajustar à nova realidade”.

Que nova realidade é essa em que não temos a música, hein? Infelizmente, não é como se aqui no Brasil a situação estivesse muito diferente. Aproveitando a oportunidade, relembramos a ocasião em que falamos com organizadores da luta dos profissionais de backstage do país por seus direitos; você pode conferir essa matéria por aqui.

 
 
Compartilhar