Rob Halford ensinando a lidar com coronavírus
Reprodução/Facebook
 

O vocalista do Judas Priest, Rob Halford, falou sobre o abuso sexual que sofreu, vítima de um amigo de seu pai, ainda na adolescência.

Ele revelou o fato em sua recém-lançada autobiografia Confess e afirmou que chegou a pensar que aquilo fosse afeto, mesmo que de uma maneira muito grosseira e brutal:

Na época foi terrivelmente confuso e não poderia ter acontecido em pior hora. Imagine um jovem lidando com esse tipo de agressão.

Questionado pela Variety (via Blabber Mouth) se também escreveria sobre o abuso se seu pai ainda estivesse vivo, ele declina:

Para ser sincero, provavelmente não. Eu odiaria pensar que meu pai se sentiu cúmplice daquilo de alguma forma, porque absolutamente ele não foi.

Rob Halfod e Judas Priest

O artista afirmou ainda que quando se trata de abuso sexual, as pessoas ao redor da vítima se sentem culpadas por, talvez, a terem apresentado ao agressor.

Halford disse ainda que a situação o traumatizou e o transformou numa pessoa sexualmente disfuncional, que ele admite ser até hoje.

Para finalizar, o líder do Judas Priest refletiu que se seu abuso na adolescência não tivesse acontecido, ele seria um adulto diferente.

O livro Confess já está disponível para venda. Confira aqui.

LEIA TAMBÉM: o dia em que Rob Halford roubou John Lennon

 
 
Compartilhar