Foto por Lorenzo Herrera no Unsplash
Ouça playlist com clássicos do Rock!  

Por Bruce Rodrigues

A escolha certeira ao montar a trilha sonora de um filme é fator crucial para conseguir transmitir as emoções e sensações necessárias em cada cena… mas você já parou para pensar em como isso funciona nos jogos de videogame e como as composições influenciam na sua experiência e na sua diversão? É isso que o podcast Almanaque VGM se propõe a fazer!

Para quem não está familiarizado, VGM é a sigla para “video game music” (“música de videogame”, em tradução livre). Encabeçado pelo compositor e músico Bernard Rodrigues, como parte do projeto de extensão do departamento de Música da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), o podcast tem como tema principal a composição musical no mundo dos jogos e visa incentivar a produção nacional do gênero, apresentando suas aplicações ao mercado.

Com lançamentos quinzenais, disponibilizados nas mais diversas plataformas de streaming — você pode conferir a lista completa no final da matéria e escolher a sua preferida —, o apresentador Bernard recebe diferentes convidados a cada episódio. Na estreia do programa, o Almanaque VGM contou com a presença do estudante de Composição Musical da UFJF Vinicius Arriel para analisarem os clichês recorrentes nas músicas presentes nos games. Já no segundo, com a violinista Vivian Vignoli e o saxofonista Hiago Bordim, são apreciadas as variações e temas dentro do clássico absoluto Super Mario World, que marcou milhares de infâncias nos anos 90!

Segundo Bernard, o seu interesse pela música de jogos começou ainda na adolescência, quando percebeu que conseguia reviver momentos nostálgicos de seus jogos favoritos apenas ouvindo suas trilhas sonoras e, com o auxílio de podcasts e canais de análise, passou a ter uma nova perspectiva sobre a VGM. No entanto, o embrião do seu próprio podcast veio anos depois, quando precisou realizar a análise de uma peça musical para a disciplina Teoria e Análise Musical, com a professora Marta Castello Branco, que viria a se tornar a orientadora do projeto de extensão que deu origem ao Almanaque VGM. Na ocasião, Bernard escolheu analisar a música “Dancing Mad”, do Final Fantasy VI, uma escolha bem fora da curva dos trabalhos feitos por seus colegas de classe…

Eu fiquei muito contente com a resposta que tive da professora ao trabalho e feliz ao ver que a faculdade oferecia abertura para a música de games. Dois anos depois, influenciado por podcasts como o Super Marcato Bros., e canais de YouTube como o 8-bit Music Theory, ambos americanos, tive a ideia de produzir algo de formato semelhante em português e levei a ideia à professora Marta, que abraçou prontamente à proposta.

As análises realizadas ao longo dos episódios têm, sobretudo, uma concepção educativa, elucidando procedimentos composicionais recorrentes na criação de melodias e ritmos.

Com o auxílio de Marta Castello Branco, Bernard consegue definir os temas dos episódios de modo que possa abordar discussões comuns ao âmbito acadêmico e amplifica-las, sob a perspectiva dos videogames, para um cenário onde a participação da comunidade se faça presente, não só como ouvinte, mas de forma interativa, criando uma ponte para a difusão do conhecimento através de um meio associado principalmente ao lazer.

O objetivo é fazer com que outros amantes do gênero possam obter esse olhar crítico e apreciativo sobre as produções musicais presentes nos jogos, e fazer com que amantes da música possam obter mais uma perspectiva a respeito desse gênero tão pouco explorado no país. O Brasil possui um enorme potencial para a produção independente de jogos e acho fundamental impulsionar novos nomes para o cenário.

Os episódios do Almanaque VGM são disponibilizados nos dias 15 e 30 de cada mês, a partir das 12h. Você pode acompanhar as novidades pelo Instagram @almanaquevgm, e enviar ideias, críticas e sugestões para o e-mail  almanaquevgm@gmail.com

Escolha a sua plataforma e ouça:

Almanaque VGM Podcast

 
Compartilhar