Jonathan Davis e Steve-O
Reprodução/YouTube
 

Jonathan Davis, icônico vocalista do KoRn, foi o mais recente convidado do podcast de Steve-O, famoso por suas participações na franquia Jackass.

Por lá, os dois falaram de diversos assuntos e um dos temas mais polêmicos abordados foi o uso de drogas; o papo acabou gerando um desabafo de Davis, que contou sobre o vício em metanfetamina que desenvolveu antes mesmo do KoRn estourar.

Ele falou (via Loudwire):

Começou antes do KoRn estourar. Eu comecei a usar metanfetamina quando eu me mudei para Huntington, e há um monte de metanfetamina lá de Bakersfield, e eu me enrolei com alguém que me dava um monte daquilo por lá. Então no primeiro álbum [o homônimo de 1994], nós temos um título chamado ‘Helmet in the Bush’ — é sobre metanfetamina. [risos] Eu comecei a usar metanfetamina ali, aquele foi o primeiro registro.

E aí eu fiquei sóbrio logo depois que fizemos o terceiro disco [o aclamado ‘Follow the Leader’, de 1998]. Então eu parei de usar metanfetamina quando começamos a fazer turnês porque eu não conseguia funcionar; não havia nenhum jeito de eu ficar acordado dois dias e fazer uma turnê e me manter no lugar, e eu tive que parar.

Então o dia em que saímos para a turnê, a primeira turnê com o House of Pain e o Biohazard, nós entramos no nosso trailer e nós montamos beliches, e aí eu só entrei naquela beliche e dormi por cinco dias, levantei e fiz um show, e foi aí que eu chutei [a droga].

Ainda na conversa, Davis revelou que chegou a ter problemas com outras substâncias, como o álcool e ocasionalmente a cocaína. Segundo o vocalista, no entanto, ele sempre foi “esperto o suficiente para saber quando largar”. Ele explica:

Quando eu começava a ficar paranoico ou estranho, eu só ia pra cama, mas eu via um monte de gente usando essa merda. Um dos meus traficantes de metanfetamina, eu fui à casa dele e ele tinha buracos nas paredes onde ele ficava tipo, ‘Tem câmeras nas paredes, cara!’.

E eu começo a falar com as pessoas, elas ficam tipo, ‘Eles estão me seguindo em helicópteros e eu podia ver agentes nas moitas!’. E é tipo, ‘Meu Deus, você precisa ir dormir’. Eu nunca tive a psicose estranha, doida, mas eu conheci muita gente que teve, e é aí que fica assustador.

Você pode conferir esse papo na íntegra pelo vídeo a seguir.

Jonathan Davis no podcast de Steve-O