Rob Halford e John Lennon
Fotos por Stephanie Hahne e Reprodução/YouTube
 

O lendário Rob Halford, vocalista do Judas Priest, está prestes a lançar sua autobiografia Confess no próximo dia 29 de Setembro.

Enquanto ela não chega, o cara tem divulgado trechos com exclusividade em alguns sites internacionais.

Uma das histórias mais sensacionais até agora é a do dia em que ele “pegou emprestado” um enfeite que foi usado em um clipe lendário do ex-Beatle John Lennon e “acidentalmente” esqueceu de devolvê-lo até hoje.

Você pode conferir o trecho publicado originalmente na Kerrang! na íntegra e traduzido logo abaixo!

O dia em que Rob Halford roubou John Lennon

No caminho para um show no norte, eu dei uma olhada para fora das janelas do carro e vi uma grande placa do lado de fora de uma fábrica: BRITISH STEEL [Aço Britânico]. Parecia resumir o nosso álbum de todo jeito.

Um designer polonês, Rozlaw Szaybo, que já havia feito as capas para ‘Stained Class’ e ‘Killing Machine’, nos deu a imagem da luva de uma mão segurando uma navalha com o nosso nome e o título do álbum esculpidos. Seu design inicial tinha sangue vazando dos dedos conforme a navalha os cortava, mas pensamos que a imagem parecia ainda mais durona sem o sangue: Nós somos uma banda de Heavy Metal! Nós somos tão durões que não sangramos!

Havíamos escrito, gravado, produzido, mixado e masterizado o ‘British Steel’ dentro de trinta dias! Foi uma performance estupenda e ao mesmo tempo nunca pareceu apressado. Levou exatamente o tempo que deveria levar.

Conforme o Priest saiu do Tittenhurst Park, nós não poderíamos estar mais satisfeitos com o nosso novo bebê — e eu não poderia deixar sem um souvenir do nosso tempo no ninho do amor de John e Yoko [Ono].

O armário onde eu havia esvaziado minha angústia e gravado meus vocais tinha todo tipo de parafernália dos Beatles e de Lennon dentro. Havia fotos, discos de ouro, até fitas de gravação — e um objeto que eu reconheci imediatamente.

Era um ornamento, um obelisco de acrílico de cerca de 45 centímetros… e ele tinha estado no vídeo de ‘Imagine’. Conforme o John tocava piano, ele estava em um plinto ao lado de Yoko conforme ela abria as persianas atrás dele.

Uau! E aqui estava!

Eu não podia acreditar no que eu estava vendo. Eu o peguei, e senti como se talvez: como se eu estivesse segurando um pedaço da história da música em minhas mãos. Eu tenho que admitir que eu o surrupiei da mansão para mostrar para alguns dos meus colegas, lá em Walsall. Quarenta anos depois, eu aparentemente ainda o tenho.*

[…]

*Eu realmente preciso levá-lo de volta algum dia.