Confess, banda de Metal do Irã
Divulgação
 

No Irã, é complicado ser apaixonado pelo Metal. São vários casos de bandas perseguidas por abraçarem o gênero, e vemos constantes acusações de satanismo que podem inclusive levar à pena de morte.

Grupos como o Arsames tiveram que sair do país ainda em pleno 2020 para fugir de condenações complicadas; alguns anos atrás, a mesma situação aconteceu com os caras do Confess, que fazem uma mistura de Groove com Thrash Metal sensacional.

Os membros chave da banda, Nikan Khosravi Arash Ilkhani, foram presos e enfrentavam a possibilidade de pena de morte por “blasfêmia” graças a essa suposta associação com o satanismo. Eventualmente, a sentença final foi reduzida para “apenas” 14 anos e meio de prisão e 74 chicotadas (!) para Nikan.

Como conta a Metal Hammer, os caras felizmente conseguiram pedir asilo político na Noruega e estão seguindo com a banda ao lado de dois músicos locais, Erling Malm e Roger Tunheim Jakobsen.

Essa nova formação está prestes a lançar um novo disco, o terceiro do Confess, e divulgou uma prévia de Revenge at All Costs (“Vingança a Todo Custo”) na forma de clipe para a canção “Eat What You Kill”.

Apesar de não ter nada de satanista, o vídeo é bem bizarro e explora imagens de fetos, seringas e outras coisas chocantes. Confira a seguir!

Confess – “Eat What You Kill”

 
Compartilhar