Bamos Q Bânia
Ouça playlist com clássicos do Rock!  

Por Bruce Rodrigues

Com uma pegada de rock progressivo e levada pela inventividade do psicodélico, a banda sorocabana Bâmos Q Bânia estreou recentemente com o single “Eletrolux”, que já chegou acompanhado de um clipe dirigido e produzido pelo próprio grupo.

A música, que conta com um baixo marcante e uma bela linha de sintetizador, foi produzida de forma independente pelo quarteto e, metaforicamente, dá voz a uma geladeira, a fim de levantar uma reflexão sobre como as pessoas são exploradas e descartadas nos tempos atuais.

Formado por Giovanni Guazzelli (guitarra/teclado/voz), Rafael Guazzelli (guitarra/voz), César Guazzelli (baixo/voz) e André Luckner (bateria/percussão), o grupo prepara o lançamento de um segundo single para o próximo mês e promete um clipe “tão louco quanto o primeiro”. O álbum de estreia da Bâmos Q Bânia já está em fase de masterização e deve sair no mês de novembro. Fique de olho!

 

PedroRomano

PedroRomano

Em tempos de quarentena, o guitarrista e compositor mineiro PedroRomano tem aproveitado para produzir e experimentar, e deu início a uma série de singles instrumentais com base no synthwave.

Tendo como influência bandas que marcaram os anos 80, como Tears for Fears, Alphaville e The Cure, e o contato com grupos mais atuais, como Daft Punk, M83 e The Midnight, o músico se interessou pela sonoridade imersiva e passou a explorar efeitos dentro do Logic Pro para construir as bases.

Tudo é feito por mim. A produção dos dois singles aconteceu de uma maneira
muito espontânea. Começa através de um riff de guitarra ou uma linha de
bateria/baixo e aos poucos a música toma forma.

Pedro já está preparando um terceiro single, em fase de masterização, para fechar a ideia de três faixas que trazem desdobramentos bem distintos dentro do gênero. E nos revelou que os planos futuros caminham para o lançamento de um EP. Vale a pena acompanhar!

Confira abaixo “Burning Tires”, o lançamento mais recente.

 

Infante

Infante
Foto por Julia Barker

Formada por Caio Molena (vocal/guitarra), Fernando Lodi (vocal/guitarra), Guilherme Lucas (baixo) e Danilo Guarniero (bateria), a banda jundiaiense Infante soltou recentemente o seu novo single, “Vai e Vem”, disponível em todas as plataformas de streaming.

Em conversa com a banda, o guitarrista Caio Molena nos conta sobre as inspirações e sentimentos colocados na música que fala sobre aceitar a impermanência da vida, pois, no final “o vem e vai sempre ganha, não adianta lutar contra”.

‘Vem e Vai’ teve muita influência de Wavves. Na letra, coloquei um pouco das
minhas inseguranças de estar ficando mais velho, inseguranças sobre as
coisas que, socialmente, nos pressionam a dar conta quando chega a certa
idade, como estabilidade no emprego, família, vida amorosa, etc.

O grupo tem forte influência do rock alternativo e indie rock dos anos 90, e prepara o lançamento de um novo EP, intitulado Retalhos e Pensamentos Mal Costurados, do qual a canção fará parte. O lançamento está previsto já para o mês de outubro.

Ouça abaixo “Vem e Vai”.