Foo Fighters em São Paulo
Foto por Diego Castanho
Ouça nova versão do disco ao vivo do Pink Floyd!  

Dave Grohl definitivamente é um cara que conhece inúmeros cantos desse mundo.

Viajando com Nirvana, Foo Fighters, Queens Of The Stone Age e mais, o músico excursionou por boa parte dos seus últimos anos e é uma boa fonte de dicas de viagem para tempos após a pandemia do novo Coronavírus.

Pensando nisso, o site CNTraveller fez uma entrevista com o músico e por lá ele falou sobre os melhores lugares do mundo em sua opinião.

Em uma espécie de lista comentada, Dave Grohl disse que o melhor hotel clássico do mundo é o The Savoy, em Londres, e ainda revelou que seu apelido secreto para se hospedar pelo mundo é “Sr. Peanut”, fazendo referência ao Mr. Peanut, mascote da Planters, empresa americana de alimentos.

O melhor hotel “pequeno e secreto” para Grohl é o Detroit Foundation Hotel, “que costumava ser uma sede do Corpo de Bombeiros e tem um bar maravilhoso”.

Ao se lembrar dele, o ex-baterista do Nirvana ainda se lembrou dos tempos ao lado de Kurt Cobain e disse:

Também tinha um B&B em Shephers’s Bush onde o Nirvana sempre ficava em Londres, o The Dalmacia, cujos donos eram de uma família croata. Eu tenho lembranças de nós três, todos em camas de solteiro, rindo enquanto tentávamos dormir. Foi a primeira vez que eu comi torrada – e eu achei que era a comida mais maravilhosa que o homem conhecia. Quando eu comecei a excursionar, nós dormíamos na van ou no palco da casa de shows onde havíamos acabado de tocar, ou em squats. A ideia de ficar em um lugar que tinha água corrente era um luxo. O hotel The Dalmacia era o Ritz-Carlton para mim – eu achava que nunca ficaria melhor que isso.

Ele ainda falou sobre o que o motivou a viajar, e celebrou a conexão da estrada com a música:

Abrir o encarte de um álbum e ver fotos de músicos na estrada, sentados na parte de trás de suas vans com o equipamento. Ninguém queria fama, era apenas um belo ato de fazer música, passar fome, sangrar e deixar a sua alma no palco todas as noites. Eu acho que tinha 13 ou 14 anos quando percebi que não preciso de muito, mas preciso entrar na van e sair tocando. O fato de que a música me deu essa passagem para o mundo ainda me deixa maluco. É uma transação simples. Tudo que eu tenho que fazer é subir no palco e ainda recebo de volta a chance de ver uma bela cidade que eu nunca vi.

Dave Grohl e o Vídeo do Weezer

Dave ainda disse que suas casas de show favorita no mundo todo são a Metro, em Chicago, e duas de Washington, D.C.: The Anthem e 9:30 Club. O músico ainda citou o Hollywood Palladium em Los Angeles e o The Astoria em Londres.

Quando perguntado sobre uma música que traz lembranças das férias, o líder do Foo Fighters fez uma revelação a respeito da belíssima “Island In The Sun”, do Weezer:

Tem uma música do Weezer chamada ‘Island in the Sun’. É um hit pop doce e com um clima tranquilo, e uma vez minha família toda veio para o Havaí [onde Grohl está morando na pandemia] e eu fiz um vídeo de todo mundo com essa música de trilha sonora. Eu acho que é um dos melhores vídeos já feitos. Sempre que eu ouço essa canção, ela me leva para a minha filha, Harper, quando ela tinha dois anos de idade em uma saia Hula, e as minhas filhas conhecendo criaturas marinhas.

Na verdade não, eu tenho uma muito boa. A melhor de todas elas é a trilha sonora de Paris, Texas de Ry Cooder. Eu me lembro de conhecer esse disco quando excursionei pela Itália em 1988, dirigindo pela costa. Eu recomendo para qualquer pessoa que faça uma longa viagem de carro ou trem, porque ela irá acalmar a sua alma.