Há quase exatos 47 anos, em 31 de Agosto de 1973, o The Rolling Stones dava um passo interessante em sua carreira ao lançar Goats Head Soup.

O trabalho, que dividiu opiniões na época de seu lançamento e nunca ganhou status de clássico mesmo tendo canções incríveis como “Angie”, apresentou os Stones de uma forma diferente e mais consolidada.

Agora, em 4 de Setembro de 2020, podemos ouvi-lo novamente sob uma nova ótica e a edição definitiva do trabalho mostra que alguns detalhes passaram despercebidos da primeira vez.

Continua após o vídeo

The Rolling Stone e o remaster de Goats Head Soup

Um desses detalhes é justamente a suavidade com que o grupo ia se distanciando de sua sonoridade mais clássica e abrindo caminho para uma trajetória um pouco mais experimental e humanizada que apareceria nos álbuns seguintes.

Goats Head Soup foi uma espécie de desprendimento, um disco de transição, e é claro que na época não era fácil enxergar isso; o que se via era uma banda que dava continuidade a um de seus maiores sucessos, Exile on Main St., com um álbum que pouco se assemelhava a ele.

As novas mixagens embelezam canções como “Dancing with Mr. D” e “Doo Doo Doo Doo Doo (Heartbreaker)”, que nem sempre eram lembradas pelos fãs menos ávidos. Agora, com os olhares voltados para elas, temos aquela clássica sensação de algo belo que estava bem na sua frente o tempo todo, mas não era enxergado.

Continua após o vídeo

Novidades da edição definitiva

O grande destaque, no entanto, fica por conta das novidades que a edição 2020 traz a partir de sua versão intermediária (a com dois CDs e dois discos de vinil).

Curiosamente, as três canções inéditas poderiam tranquilamente ter sido as melhores do álbum se lançadas à época. “Criss Cross”, “All the Rage” e a parceria com Jimmy Page e Rick Grech (Blind Faith) em “Scarlet” são verdadeiros presentes aos fãs da banda, que podem viver uma verdadeira viagem no tempo ao descobri-las.

Além disso, o disco ao vivo incluindo na edição mais completa — com quatro CDs e quatro LPs — traz uma performance gravada na Bélgica em 1973 e lançada anteriormente em 2012.

Dessa vez, o registro se apresenta em um uma roupagem mais contextualizada, e as belíssimas versões de clássicos como “You Can’t Always Get What You Want” serão ótimas surpresas para quem ainda não ouviu.

Em geral, Goats Head Soup mostra que merece respeito com o seu relançamento de 2020. Por vezes subestimado e ocasionalmente apenas esquecido, a revisitação do trabalho em 2020 é uma ode à influência dos Rolling Stones e uma ótima pedida para quem o deixou passar despercebido até então.

Você pode adquirir todas as edições através da loja oficial da Universal Music.

The Rolling Stones - versão deluxe de "Goats Head Soup"