Woodstock 1999
Foto: Reprodução / YouTube
 

Um dos eventos mais marcantes da história, o caótico festival Woodstock de 1999 será assunto de uma nova série documental da Netflix, afirma a Loudwire.

Em um especial que fizemos há algum tempo (e que você confere por aqui) te explicamos melhor sobre o evento que chegou a ser comparado com “campos de concentração” e que incluiu relatos de violência, incêndios, roubos e abuso sexual durante os shows.

Um dos casos mais emblemáticos ocorreu justamente durante a apresentação do Limp Bizkit, durante a qual testemunhas dizem terem visto uma mulher sendo jogada no chão e estuprada por várias pessoas ali mesmo, cena que teria se repetido com outra pessoa durante o show do KoRn de acordo com o relato de um voluntário. Em todo o local do show foram registradas oito denúncias de abuso.

Tudo isso deve ser abordado na nova produção, cuja sinopse (via Deadline) promete “mergulhar profundamente na cultura que criou o Woodstock 99 e contar a verdadeira história por trás de como ‘três dias de paz, amor e música’ se foram em chamas”.

Woodstock 1999

Um relato do apresentador Kurt Loder, da MTV, que estava no local para cobrir o evento incluiu justamente a comparação com os campos de concentração e ainda apontava para as revistas que ocorriam na entrada, com o objetivo de evitar que o público levasse água ou comida e “comprasse os produtos com preços absurdamente altos lá dentro”.

Certamente é um assunto com muito a ser explorado. Vamos aguardar!