Eloy Casagrande explica entrada no Sepultura
Reprodução/YouTube

O baterista Eloy Casagrande tem se tornado cada vez mais um dos maiores nomes do instrumento no Brasil, e muito disso vem graças ao reconhecimento de seu trabalho no Sepultura.

Em um novo vídeo no seu canal, Eloy relembra como foi o processo de entrada na lendária banda de Metal brasileira e conta uma história que certamente serve de inspiração para muitos outros músicos que esperam “aquela” grande chance na vida.

Ele relata que, na época, fazia parte de 5 bandas diferentes — entre elas o Gloria e a banda de apoio do saudoso Andre Matos — e que foi graças a duas situações que conseguiu fazer a ponte com o Sepultura.

A primeira foi um workshop no qual se apresentou ao lado de Aquiles Priester e foi visto por um membro da equipe técnica da banda, e a segunda, claro, foi a apresentação do Gloria no Rock in Rio de 2011 que aconteceu quase simultaneamente com a do Sepultura.

No vídeo, Eloy ainda elabora todos os passos que foi dando para chegar onde chegou, o processo de decisão de deixar outros projetos (hoje, ele continua apenas com o Iahweh em paralelo) e conta como foi o teste para a entrada na banda.

Confira a seguir!

Eloy Casagrande relembra entrada no Sepultura

I WANNA BE TOUR

Em poucos dias o Brasil receberá uma turnê incrível com gigantes do Emo e Rock Alternativo; garanta o seu ingresso por aqui!