Justin Timberlake e David Bowie
Fotos: Shutterstock / Divulgação

Em entrevista ao programa de Zane Lowe na Apple Music, Justin Timberlake revelou que  a inesquecível “SexyBack” foi inspirada na faixa “Rebel Rebel”, lançada por David Bowie em 1974.

Embora as músicas não sejam muito semelhantes de forma sonora, Timberlake afirmou (via NME) que emprestou de “Rebel Rebel” a ousadia de seu hit de 2006.

Tudo começou quando ele e Timbaland, produtor da faixa, estavam no estúdio ouvindo um disco do Bowie, que cantava: você deixa a sua mãe confusa / ela não tem certeza se você é menino ou menina.

Justin, então, começou a imaginar um clube em que garotos, garotas e todas as outras expressões de sexualidade dançavam e cantavam. O ex-NSYNC sentiu-se atraído pela liberdade e irreverência passada por Bowie, e quis compor uma música que fosse “tão simples e vibrante quanto uma atitude”.

Como fazer isso? Timbaland teve uma ideia: “tudo bem, cara, então acho que precisamos trazer a dance music de volta”, disse ele. A resposta de Justin soou perfeita para começar a música: “eu vou trazer o sensual de volta! [I’m bringing sexy back!]”. 

“Jamais vou esquecer aquele momento”, Justin contou a Zane Lowe. “O primeiro verso da música foi a coisa mais audaciosa que eu poderia dizer”.

Segundo ele, o resto da faixa fluiu naturalmente conforme Timbaland ia tendo ideias para os próximos versos. No fim do dia, ambos sentiram ter alcançado o que parecia “uma cifra do dance pop“. O resultado, nós conhecemos bem.

Sexyback is back

É possível que Justin Timberlake queira trazer o sexy de volta… de volta.

Foi o que Timbaland deu a entender num post em seu Instagram, pelo menos. Ao que parece, ele e Timberlake estão trabalhando numa continuação para o disco FutureSex/LoveSounds, indicado a Álbum do Ano no Grammy de 2007.

View this post on Instagram

FUTURE SEXY LOVESOUNDS pt ✌🏾🤐🤐

A post shared by Timbo the King (@timbaland) on

Ainda não se sabe se, quando ou como o álbum será lançado. Na verdade, considerando os dois emojis com zíper na boca, deve levar algum tempo até que sejam liberadas informações oficiais sobre a parceria.

LEIA MAIS: Justin Timberlake quer retirar monumentos com históricos racistas dos EUA: “se pretendemos avançar, eles devem cair”